CHAMADO E CONVERSÃO, DESAFIOS E EXIGÊNCIAS DA MISSÃO | Paulus Editora

O Domingo – Palavra
CHAMADO E CONVERSÃO, DESAFIOS E EXIGÊNCIAS DA MISSÃO

Indicar a um amigo:





Chamado de Deus e conversão são convites que perpassam a liturgia deste domingo, de forte apelo vocacional. A conversão e a vocação estão profundamente ligadas à missão que o Pai nos confiou, desde o batismo, de sermos discípulos missionários do seu Filho. Discernir e compreender o chamado de Deus, bem como responder a ele, exige conversão, abertura da mente e do coração.

O seguimento de Jesus é resposta que só pode ser dada mediante avaliação criteriosa da própria vida. Nesse sentido, serve-nos de ensinamento o ocorrido com o profeta Jonas. Ele fugia de Deus e não admitia a possibilidade de dar atenção aos seus apelos. Porém, depois de as situações da vida o levarem a considerar seriamente a vocação e a missão que o Senhor lhe confiara, o profeta percorre, ele próprio, um caminho de conversão, fazendo-se obediente à vontade divina.

Também podemos situar o projeto de Jesus nessa perspectiva. Ele convida pessoas para segui-lo e integrar sua nova comunidade. Isso, contudo, implica um caminho de conversão, de adesão a Ele e ao seu Evangelho. A boa notícia anunciada pelos discípulos se tornará realidade concreta mediante o compromisso com os ideais de Jesus.

A vocação de Simão, André, Tiago e João é modelo para todos aqueles que deixam tudo para seguir o Mestre. Este escolhe pessoas simples e despojadas para o anúncio do Reino de Deus. O apelo é à mudança de mentalidade, isto é, à conversão, pois não é possível seguir Jesus sem espírito profético.

O chamado dos discípulos ocorre na Galileia, região de missão, lugar de muitos desafios. É nesse ambiente que Jesus chama os discípulos, dando-lhes a responsabilidade de serem pescadores de gente – isto é, de resgatarem a dignidade das pessoas. A missão de lançar as redes em águas mais profundas continua. Sem nos preocuparmos com os desafios da missão, somos convidados a lançar as redes mar adentro, testemunhando uma “Igreja em saída”. “Sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho” (EG 20).

O Mestre continua a passar nas famílias, nas escolas, nas universidades, nos locais de trabalho, nas comunidades, nos movimentos juvenis, nas redes sociais, chamando pessoas para o anúncio do Reino. Seguindo o exemplo de Jonas e dos discípulos, cabe-nos escutar os apelos do Senhor e, mediante um processo de conversão, responder com solicitude ao seu chamado.

Pe. Roni Hernandes, ssp


O Domingo – Palavra

O objetivo deste periódico é celebrar a presença de Deus na caminhada do povo e servir às comunidades eclesiais na preparação e realização da Liturgia da Palavra. Ele contém as leituras litúrgicas de cada domingo, proposta de reflexão, cantos do Hinário litúrgico da CNBB e um artigo que trata da liturgia do dia ou de algum acontecimento eclesial.

Assinar