Liturgia Diária | Paulus Editora

Liturgia Diária
22 – QUARTA-FEIRA

7ª SEMANA DO TEMPO COMUM

(verde – ofício do dia)

Confiei no vosso amor, Senhor. Meu coração por vosso auxílio rejubile, e que eu vos cante pelo bem que me fizestes! (Sl 12,6)

Em nosso cotidiano encontramos muitos “cristãos anônimos”: pessoas que não se proclamam seguidores de Cristo, mas manifestam suas atitudes e sentimentos. A eles nos cabe dedicar estima, respeito e acolhida. Renovemos nesta celebração nosso compromisso de fazer o bem enquanto temos tempo e oportunidade, construindo, com todas as pessoas, laços de fraternidade.

Primeira Leitura: Tiago 4,13-17

Leitura da carta de São Tiago – Caríssimos, 13e agora, vós que dizeis: “Hoje ou amanhã iremos a tal cidade, passaremos ali um ano, negociando e ganhando dinheiro”. 14No entanto, não sabeis nem mesmo o que será da vossa vida amanhã! Com efeito, não passais de uma neblina que se vê por um instante e logo desaparece. 15Em vez de dizer: “Se o Senhor quiser, estaremos vivos e faremos isto ou aquilo”, 16vós vos gloriais de vossas fanfarronadas. Ora, toda arrogância desse tipo é um mal. 17Assim, aquele que sabe fazer o bem e não o faz incorre em pecado. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 48(49)

Felizes os humildes de espírito, / porque deles é o Reino dos Céus!

1. Ouvi isto, povos todos do universo, / muita atenção, ó habitantes deste mundo; / poderosos e humildes, escutai-me, / ricos e pobres, todos juntos, sede atentos! – R.

2. Por que temer os dias maus e infelizes / quando a malícia dos perversos me circunda? / Por que temer os que confiam nas riquezas / e se gloriam na abundância de seus bens? – R.

3. Ninguém se livra de sua morte por dinheiro / nem a Deus pode pagar o seu resgate. / A isenção da própria morte não tem preço; / não há riqueza que a possa adquirir / nem dar ao homem uma vida sem limites / e garantir-lhe uma existência imortal. – R.

4. Morrem os sábios e os ricos igualmente; morrem os loucos e também os insensatos / e deixam tudo o que possuem aos estranhos. – R.

Evangelho: Marcos 9,38-40

Aleluia, aleluia, aleluia.

Sou o caminho, a verdade e a vida, / ninguém vem ao Pai, senão por mim (Jo 14,6). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos – Naquele tempo, 38João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem expulsar demônios em teu nome. Mas nós o proibimos, porque ele não nos segue”. 39Jesus disse: “Não o proibais, pois ninguém faz milagres em meu nome para depois falar mal de mim. 40Quem não é contra nós é a nosso favor”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Estaria o apóstolo João com uma ponta de inveja diante da expulsão de demônios por alguém que não pertence ao grupo de Jesus, justamente após o fracasso dos discípulos de Jesus, que foram incapazes de curar o menino epilético? Esse “alguém” representa os não judeus. O que ele tem que os discípulos não têm? Provavelmente, ele tem fé no poder de Deus manifestado em Jesus. O nome de Jesus não é monopólio de uma comunidade. O que Jesus mais deseja é que o bem se alastre, que o Reino de Deus chegue a todos. Então, não é o caso de se incomodar com o bem que os outros fazem. Os fariseus é que assim procedem em relação a Jesus. Reta intenção e vontade de fazer o que Jesus faz, isso é o que conta para Deus. Não se trata de dar espetáculo. O que está em jogo é o bem realizado em favor do próximo.

(Dia a dia com o Evangelho 2024)


Liturgia Diária

É um subsídio mensal que contempla toda a caminhada litúrgica de cada mês. Apresenta ao leitor algumas opções de orações eucarísticas, um breve comentário dos santos e das leituras de cada dia, uma variada opção de cantos, além de trazer, a cada domingo, uma opção de círculo bíblico.

Assinar