Notícias

04/06/2020

Dicas de leitura para celebrar a Semana Mundial do Meio Ambiente

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Dia 5 de junho é o dia Mundial do Meio Ambiente, data em que a Organização Nacional das Nações Unidas (ONU) elegeu para que sejam estimuladas reflexões e promovidos debates acerca da preservação e conscientização do tema. A importância sobre essas ações são necessárias e urgentes. Despertar nas crianças o interesse pelo meio-ambiente só aumentam as chances de um futuro melhor. Pensando nisso, a PAULUS Editora selecionou algumas obras para que os pequenos aprendam desde cedo sobre os cuidados com a natureza. Confira:

Onde fica o meio ambiente?

Larissa, Norio, Diego e Luana participam de um projeto em defesa do meio ambiente, mas cada um tem suas opiniões e propostas de ação. Para realmente transformar o lugar onde vivem, eles precisarão aprender que a ação individual é importante, mas nem tudo pode ser feito por uma só pessoa – a união é fundamental para fazer os sonhos virarem realidade. Nos livros desta coleção, acompanhe jovens, como você, envolvidos em situações às vezes bem complicadas e conheça diversas opiniões sobre temas polêmicos.

 

Chico, homem da floresta

A história de Chico Mendes é aqui retratada com o objetivo de mostrar às crianças a importância da preservação da natureza, seus benefícios e também os prejuízos que o desmatamento causado pela exploração e pela falta de conscientização podem nos trazer. Chico Mendes foi um defensor da floresta e, por causa de sua incansável luta, foi assassinado. Com certeza esse herói será lembrado por todas as gerações, pois sua luta não cessará, a fim de que o mundo todo não venha a sofrer mais com as consequências do descompromisso para com a natureza.

 

A terra sem males – Mito guarani

O mito da terra sem males nos fala dom profundo anseio humano por um mundo melhor, mais pleno e feliz para todos. Essa ideia está presente em diversas culturas e é registrada em muitos mitos diferentes que, no fundo, apontam para esse mesmo anseio humano. Esses mitos alimentam nossa esperança de que um outro mundo é possível. O livro é composto também por uma seção informativa que nos fala um pouco do sentido do mito, e de elementos e da cultura dos índios do Brasil.

 

Tribunal dos bichos

Os bichos se reúnem num tribunal para decidir o que fazer em relação aos humanos. Muitos testemunhos e argumentos são apresentados: alguns a favor dos humanos, outros contra. A última testemunha chamada é um humano, que diz ser a humanidade vítima de si mesma. Ao final, o leitor passa a fazer parte do júri para responder à questão: “Se você fosse um dos jurados, que decisão tomaria?”.

 

 

Quem mexeu na minha floresta?

As lindas imagens do título representam um convite para que cada criança participe da história, exercite a sua criatividade e encontre o seu próprio caminho. Além disso, o autor dedica a obra a todas as crianças que amam e protegem o meio ambiente.