COMUNICAR ENCONTRANDO AS PESSOAS COMO E ONDE ESTÃO | Paulus Editora

O Domingo
COMUNICAR ENCONTRANDO AS PESSOAS COMO E ONDE ESTÃO

Indicar a um amigo:





Momentos antes de sua ascensão ao céu, Jesus dá importante missão aos seus discípulos: “Ide ao mundo inteiro e anunciai o evangelho a toda criatura” (Mc 16,15). Jesus os envia a proclamar a Boa-nova da salvação e da libertação, mandato que consiste não só em repetir suas palavras, mas sobretudo em dar testemunho do que dele aprenderam, com gestos visíveis de amor, misericórdia, fraternidade, partilha e justiça.

O apelo de Jesus continua a ressoar hoje no coração de homens e mulheres que se abrem à sua mensagem. Além do testemunho pessoal, que tem valor fundamental na evangelização, o mundo atual oferece inúmeros recursos para o anúncio do evangelho, desde os meios tradicionais de comunicação até o ambiente digital. Seja com a comunicação física direta, seja com os instrumentos técnicos, o desafio é chegar com a Palavra de Jesus lá onde as pessoas vivem concretamente.

É esse o teor da mensagem do 55º Dia Mundial das Comunicações Sociais que comemoramos neste domingo. O tema escolhido pelo papa Francisco para esta data especial é: “Comunicar encontrando as pessoas como e onde estão”. Inspirando-se na frase bíblica “Vinde e vede” (Jo 1,46), o papa mostra que é também tarefa da evangelização construir pontes com as pessoas, por meio da escuta e do diálogo, na realidade em que vivem.

Ainda sentimos fortemente as consequências da pandemia, que tem forçado a distância social. A comunicação, nesse contexto, pode ser um recurso importante para a aproximação das pessoas, a fim de juntos buscarmos o que é essencial na vida e compreendermos realmente o significado das coisas. Ela também exerce papel valioso na busca da fraternidade e da solidariedade, especialmente com os mais pobres e sofridos, um desafio que nasce do coração do evangelho e que os discípulos de Jesus não podem ignorar na missão.

Pe. Valdir José de Castro, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar