QUARTA-FEIRA DE CINZAS – CRISTO É A NOSSA PAZ | Paulus Editora

O Domingo – Palavra
QUARTA-FEIRA DE CINZAS – CRISTO É A NOSSA PAZ

Indicar a um amigo:





Todos os anos, a Campanha da Fraternidade (CF) – este ano ecumênica – nos apresenta um lema bíblico que explicita em que direção queremos concretizar o tema em questão. Neste ano, em que temos como tema “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”, o lema que nos inspira foi recolhido da carta de Paulo aos Efésios: “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” (Ef 2,14).

A Bíblia publicada pelas Edições CNBB traz a seguinte tradução (próxima à da Nova Bíblia Pastoral, da Paulus): “De fato, Ele é a nossa paz: de dois povos divididos fez um só, em sua carne derrubando o muro da inimizade que os separava”. Ao destacar o “muro que os separava”, o versículo faz menção a uma parede existente nos arredores do templo, a qual separava o pátio dos judeus do pátio dos gentios. Ali havia uma inscrição que advertia os gentios da pena de morte, caso entrassem no pátio dos judeus. A separação, destacada nesse trecho da carta aos Efésios e representada pela parede no pátio do templo, é a imagem utilizada para exemplificar o fim daquilo que costuma dividir e impede a realização do diálogo entre as pessoas. Só com Cristo e em Cristo poderemos viver em fraternidade dialogal. Tal diálogo tem como premissa o amor, enquanto compromisso de construção da paz.

Em sua primeira mensagem para o Dia Mundial da Paz, em 2014, o papa Francisco tomou como premissa a seguinte intuição: “a fraternidade, que se começa a aprender em família, é fundamento e caminho para a paz”. Não apenas as pessoas, mas também as nações devem se encontrar em “um espírito de fraternidade”. A paz é “um bem indivisível”: ou é de todos, ou não é de ninguém. Por essa razão, a CF vem nos recordar que Cristo é a paz e a comunidade cristã é chamada a construir pontes de diálogo ao invés de muros de exclusão.

Como bem nos recorda a oração atribuída a São Francisco, pedimos ao Senhor, aquele que é chamado Príncipe da paz, que nos ajude a ser instrumentos de sua paz, levando amor aonde existe ódio, sendo pontes que permitem ultrapassar os muros das polarizações.

Pe. Patriky Samuel Batista
Secretário executivo para Campanhas da CNBB


O Domingo – Palavra

O objetivo deste periódico é celebrar a presença de Deus na caminhada do povo e servir às comunidades eclesiais na preparação e realização da Liturgia da Palavra. Ele contém as leituras litúrgicas de cada domingo, proposta de reflexão, cantos do Hinário litúrgico da CNBB e um artigo que trata da liturgia do dia ou de algum acontecimento eclesial.

Assinar