Orações a Santo Antônio: Trezena, responsório e outras invocações | Paulus Editora

Releases

14/06/2019

Orações a Santo Antônio: Trezena, responsório e outras invocações

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica

Título: Orações a Santo Antônio: Trezena, responsório e outras invocações
Autor (a): Dionísio Pedro de Alcântara Lisbôa
Acabamento: Brochura
Coleção: Novenas e orações
Formato: 9 (larg) x 13 (alt)
Páginas: 136
Área de interesse: Devocional, Orações

A obra Orações a Santo Antônio: Trezena, responsório e outras invocações, organizada por Dionísio Pedro de Alcântara Lisbôa, é resultado de uma profunda experiência de fé e de piedade que nasceu do coração do autor.

Segundo Dom Gregório Paixão, OSB, bispo de Petrópolis, o volume resgata os textos mais antigos, como eram recitados e cantados pelos vetustos crentes. “Ela é uma fiel reprodução da piedade popular, nascida dos lábios dos humildes, daqueles que desejam chegar ao Céu – enquanto vencem os males da Terra – pela intercessão de Santo Antônio”, afirma Dom Gregório.

De acordo com Dionísio Lisbôa, a proposta do livro é disseminar orações e práticas mais tradicionais, ou seja, aquelas cuja antiguidade e apego da alma devota a Santo Antônio se encontram mais enraizadas no coração do povo. O autor buscou organizar as orações e cânticos que compõem a Trezena e o Manual do Devoto para tornar acessível aos fiéis, sem perder o encanto, tornando possível sua contemplação em toda sua beleza e fervor.

O leitor devoto que tiver a oportunidade de ler e recitar o conteúdo desta obra trará lembranças e recordações das noites frias de junho, onde os antepassados se reuniam diante de uma imagem de Santo Antônio, com velas acesas e recitavam as orações devotamente. “Tais tradições ainda se encontram arraigadas no íntimo de fiéis brasileiros que, teimosa e incansavelmente, rezam a tradicional trezena em junho, ou, toda terça-feira, dia consagrado a Santo Antônio, recitam orações em homenagem ao lusitano em suas casas ou nas igrejas, quer buscando uma graça especial, quer almejando ter uma vida mais católica, obter a harmonia no lar, achar um objeto perdido, ou mesmo um bom casamento”, afirma Dionísio.

Dionísio Pedro de Alcântara Lisbôa é baiano de Salvador, casado, pai, servidor público formado e pós-graduado em Direito. Pertence à Devoção do Senhor do Bonfim, assim como à Irmandade de Santo Antônio Além do Carmo. É devoto deste santo por amor e também por tradição, que lhe foram instilados por sua família desde a mais tenra infância.