O Domingo – Palavra
CHAMADOS A DAR BONS FRUTOS PARA O REINO

Indicar a um amigo:





A tônica da liturgia deste domingo recai sobre duas figuras que nos ajudam a entender a primeira leitura e o Evangelho: o proprietário da vinha (“Deus”) e os vinhateiros (“nós”). A cada dia, Deus, cheio de misericórdia e compaixão, convoca vinhateiros para trabalhar na sua vinha. Conforme nos mostra a parábola, a vinha tem todas as condições de dar belíssimos frutos. O Pai nos chamou e nos confiou a responsabilidade de cuidar dessa vinha. Quais frutos espera de nós? Ele, o proprietário, espera de nós frutos de amor e de justiça. Sem a produção desses frutos, não é possível pertencer ao Reino de Deus.

A primeira leitura mostra Deus como o agricultor que pensou e agiu da melhor forma possível para cercar de cuidados sua vinha, a casa de Israel. Para isso, escolheu um terreno fértil na encosta, levantou ao redor da plantação um muro de pedras, plantou videiras e colocou no centro uma torre, para que os frutos não fossem roubados. A descrição dos cuidados do proprietário da terra revela a identidade de um Deus extremamente zeloso com seu povo. Entretanto, o que constatamos no Evangelho é que o ser humano, movido pela ganância, não correspondeu a esse amor, apropriando-se do que era apenas emprestado. Deus esperava frutos de amor e justiça, porém o ser humano transformou o direito e a justiça em exploração, manipulação e oportunismo.

A situação expressa na parábola mostra que, como administradores e servidores da vinha do Senhor, cabe-nos, mediante um processo de conversão, reparar os danos que causamos quando atuamos com abuso de poder, corrupção, violência. A insistência do proprietário em continuar a mandar empregados para sua vinha mostra que sempre Deus nos dá a oportunidade de rever nossos erros e falhas, para que, a exemplo de Jesus, sejamos defensores da justiça e do direito. A parábola é muito clara: o Reino de Deus jamais será confiado a pessoas que defendam a injustiça e pisam no direito.

Assim sendo, inspirados e motivados pela Palavra de Deus, trabalhemos para que sejamos bons discípulos missionários do Senhor e – acolhendo a oportunidade que o Pai nos dá de sermos defensores do direito e da justiça – saibamos produzir os frutos necessários para o Reino dos céus.

Pe. Roni Hernandes, ssp


O Domingo – Palavra

O objetivo deste periódico é celebrar a presença de Deus na caminhada do povo e servir às comunidades eclesiais na preparação e realização da Liturgia da Palavra. Ele contém as leituras litúrgicas de cada domingo, proposta de reflexão, cantos do Hinário litúrgico da CNBB e um artigo que trata da liturgia do dia ou de algum acontecimento eclesial.

Assinar