Colunistas

Comunicação

28/05/2014

Redes Sociais sempre existiram

Por Jakson F. de Alencar

Indicar a um amigo:





Atualmente se fala muito em redes sociais; elas se tornaram espécie de vedetes da área da comunicação.

É verdade que as redes estão transformando a comunicação social, as formas das pessoas se comunicarem.

Antes tínhamos canais de massa que se dirigiam a audiências enormes; agora cada vez mais essas audiências diminuem. Tínhamos a comunicação de poucos para muitos, hoje tende a aumentar a comunicação de muitos para muitos, com grupos menores ou comunidades que interagem. Multiplicam-se as possibilidades de comunicação e as pessoas conectadas via Internet são ao mesmo tempo emissoras e receptoras.

Entretanto não nos esqueçamos que redes sociais sempre existiram. As sociedades sempre viveram em rede, ou em redes. Ao longo da vida e da história, as pessoas têm feito parte de várias redes: família, trabalho, grupo de amigos, associações de várias espécies, comunidades, etc.

Com o advento da Internet aumentaram as facilidades para constituírem-se redes; as possibilidades e a capacidade de as redes ultrapassarem os limites de espaço e tempo.

Dessa forma as redes sociais não surgiram ou foram inventadas agora. O que surgiram foram as redes sociais mediadas por computadores e outros dispositivos. O avanço tecnológico proporcionou um aumento exponencial do efeito de rede, modelando a sociedade atual.

As novas tecnologias da comunicação, permitem a formação de redes informais e comunidades de aprendizagem, troca de ideias, entretenimento, cuja afinidade é o encontro num ambiente virtual.

Da mesma maneira, as afinidades existentes ou geradas podem proporcionar a formação de redes porque o encontro de interesses semelhantes leva à procura dos meios de comunicação adequados.

Com as possibilidades de comunicação da Internet, as pessoas não querem mais apenas receber conteúdo, mas querem também participar; acrescentar seus comentários ao que é comunicado e postar também suas próprias mensagens, vídeos, fotos. Rejeita-se cada vez a posição de receptor passivo. As pessoas tendem a participar e interagir. A comunicação vai se tornando mais horizontal; diminui a verticalidade da comunicação de massa, em que alguns poucos meios tinham mais poder de definição sobre os conteúdos.

nenhum comentário