SERVIÇO CRISTÃO AO MUNDO, NA PERSPECTIVA DO REINO | Paulus Editora

O Domingo
SERVIÇO CRISTÃO AO MUNDO, NA PERSPECTIVA DO REINO

Indicar a um amigo:





Na solenidade de Cristo Rei, celebramos o Dia Nacional dos Cristãos Leigos e Leigas, seguindo antiga tradição da Ação Católica.

No diálogo com Pilatos, em que é questionado: “Tu és o rei dos judeus?”, Jesus afirma: “O meu Reino não é deste mundo” (Jo 18,36). O mesmo evangelista declarou: “De tal modo Deus amou o mundo, que deu o seu Filho unigênito… não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por meio dele” (Jo 3,16-17). Em sua oração, Jesus diz: “Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo… Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei ao mundo” (Jo 17,15.16.18).

Nossos bispos repetem: “Queremos recordar e insistir que o primeiro campo e âmbito da missão do cristão leigo é o mundo. […] O desafio do cristão será, sempre, viver no mundo sem ser do mundo” (CNBB, Doc. 105, n. 63.78). “O mundo é uma realidade a ser constantemente discernida. Não deve ser rejeitado ou assumido por si mesmo e em qualquer condição. A partir da fé e dos valores do Reino de Deus, a Igreja ilumina as realidades do mundo” (CNBB, Doc. 105, n. 248b).

Em tempos de pandemia, buscando o diálogo, compromisso de amor, “não podemos separar a fé da vida, mas, pela fé, viver e realizar ações consequentes para a revelação e expansão do Reino de Deus na história” (CNBB, Doc. 105, n. 133a). “A força do Reino coloca todo sujeito eclesial em postura ativa; em atitude de prontidão para o serviço… para que se estabeleça no mundo a civilização do amor e da paz” (CNBB, Doc. 105, n. 247).

O Conselho Nacional do Laicato do Brasil – CNLB – é o organismo de comunhão e missão que articula, organiza e representa o laicato e rea­liza a unidade eclesial por meio da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato, da CNBB.

Laudelino A. dos Santos Azevedo


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar