ONDE MORA JESUS? | Paulus Editora

O Domingo
ONDE MORA JESUS?

Indicar a um amigo:





Vendo Jesus passar, João Batista anuncia aos seus dois discípulos: Eis o Cordeiro de Deus. Ambos se animam e seguem Jesus. O Mestre quer saber o que procuram, e a resposta é a pergunta sobre onde ele mora. Jesus não lhes dá essa informação, mas os convida a conhecer por si próprios. Foram e ficaram com ele naquele dia. André, um dos dois, convida seu irmão, Simão, para conhecer o Mestre.

Segundo o Evangelho de João, temos aí o germe da comunidade de Jesus. Começa com a experiência que duas pessoas fazem ao conviver com ele. Com seu testemunho e ao seu convite, outros se integrarão à pequena comunidade. Os dois querem partilhar a experiência e convidam outros a também fazê-la.

As primeiras palavras de Jesus, no Evangelho de João, consistem na pergunta: O que vocês procuram? Tal pergunta pode ser dirigida a cada um de nós. O ser humano sempre procura algo na vida: emprego, melhores condições de vida, sentido para a própria existência… Quem não olha para o horizonte ou deixa de buscar, acomoda-se ou perde o sentido do viver.

Além da busca de coisas, as pessoas procuram alguém com quem conviver. A convivência com os outros sempre nos complementa e realiza. Buscar o Mestre de Nazaré e deixar-se seduzir por ele leva à descoberta do sentido da vida. Os dois discípulos que o seguem querem aprender dele novo jeito de viver.

O Mestre convida quem se dispõe a segui-lo: Vinde ver onde moro. Ora, quem o acompanhou ao longo da vida descobriu que ele não tinha sequer uma pedra onde reclinar a cabeça. Jesus encontrava-se com frequência no meio da multidão faminta e necessitada de cura. Vivia junto aos doentes, aos pecadores, às prostitutas, aos pobres. Fazia refeições com os desprezados pelos “cidadãos de bem”. Esse era seu ambiente favorito.

Hoje, onde encontramos Jesus? Ele está lá junto aos moradores de rua, acompanhando os doentes nos centros de saúde, caminhando com os milhões de desempregados em busca de trabalho, convivendo no barraco com a mãe desesperada por ver suas crianças sem comida… Quem se habilita a segui-lo?

Pe. Nilo Luza, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar