O OLHAR QUE SE LEVANTA | Paulus Editora

O Domingo
O OLHAR QUE SE LEVANTA

Indicar a um amigo:





Há uma multidão faminta à procura de Jesus. Ele levanta os olhos e contempla o coração de cada um, suas expectativas e dramas. A fome é do estômago, mas é também de liberdade, saúde, esperança e realização. Seu olhar agudo e, ao mesmo tempo, suave é qual o sol da manhã, despontando no horizonte como um grande sorriso de Deus e trazendo a luz que aquece, anima e nos impele no caminho da vida.

O olhar de Jesus é penetrante. É olhar que se levanta não para humilhar os que estão abaixo de si. O olhar de cima para baixo só é válido se for para ajudar a levantar os que estão caídos à beira do caminho. Não basta só olhar, sentir pena e seguir adiante. Jesus olha e se compadece. A compaixão se transforma em gesto concreto.

 A pergunta que Jesus faz a Filipe é também para nós: “Onde vamos comprar pão para que eles possam comer?” (Jo 6,5). O questionamento faz a comunidade enxergar oportunidades em meio às crises e, sobretudo, evitar a lógica do egoísmo e da grandeza. André sinaliza que havia ali um menino com cinco pães e dois peixes, mas indaga o que seria isso para tanta gente (Jo 6,9). A soma dos cinco pães e dos dois peixes resulta na totalidade perfeita. Ali se encontra o pouco de cada um, que, sendo compartilhado, se multiplica.

Jesus é a totalidade perfeita. Os que a ele acorrem o fazem porque são atraídos por uma novidade jamais sentida. A novidade transformadora traz consigo uma alegria tão contagiante, que não há como não se arrepiar de felicidade. Em Cristo encontramos a felicidade sem par. Quem a ele acorre deveria não apenas ser movido pelo milagre, mas também assumir na própria vida os mesmos gestos e sentimentos do Mestre. É com essa adesão total que o milagre acontece e o dom da graça não se desperdiça.

Jesus é portador do olhar que se levanta para nós, dissipando a penumbra do medo que nos paralisa. Os que se aproximam dele sentem que o mundo tem futuro e no coração humano ainda há espaço para o bem. Estando com Jesus, saciamos toda e qualquer fome e nos tornamos promotores de um mundo mais humano e fraterno.

Pe. Antonio Iraildo Alves de Brito, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar