O Domingo – Palavra
Dia 2 – DIA DE FINADOS

Indicar a um amigo:





CREIO NA COMUNHÃO DOS SANTOS E NA VIDA ETERNA

Ao iniciar o mês de novembro, no dia 1º celebramos Todos os Santos e Santas de Deus e hoje, no dia 2, relembramos todos os fiéis falecidos. São dois dias de reflexão e de oração, quando alegria e saudade, recordações e esperanças invadem o ânimo de quem tem o verdadeiro sentido espiritual da vida. As grandes questões acerca da nossa existência retornam à consciência. Para uma dessas tormentosas questões, temos uma resposta segura: nascemos para viver eternamente.

A morte, no seu sentido de destruição total, de retorno ao nada, para o ser humano cristão não existe. Nós viveremos sempre, mesmo depois do desfalecimento da nossa vida presente: o nosso espírito sobrevive e, em um último e definitivo dia, as cinzas dispersas do nosso corpo serão reanimadas pelo poder criador de Deus. Esta é a verdade de nossa vida e o futuro que nos aguarda.

O homem moderno, que maravilhosamente se desenvolveu no campo da ciência e da tecnologia, sofre a tremenda tentação de esquecer, de negar essa nossa futura realidade e, assim, torna-se fatalmente profeta da morte. Ao reduzir a vida ao tempo presente, ele perde a dimensão da transcendência da existência humana, exaltando os valores do tempo como se fossem os únicos e definitivos; depois se resigna ou se desespera, porque descobre que são efêmeros e passageiros.

Nós, cristãos católicos, acreditando “na comunhão dos santos e na vida eterna”, professamos que, enquanto aguardamos a gloriosa vinda do Senhor, alguns de seus discípulos são peregrinos na terra; outros, que já passaram desta vida, estão se purificando; outros, enfim, gozam da glória, contemplando a Deus. Todos, porém, comungamos na mesma caridade de Deus. Assim, aqueles que estão a caminho não têm de maneira alguma interrompida a sua união com os irmãos falecidos; ao contrário, ela é fortalecida pela comunhão dos bens espirituais (cf. LG 49).

Orani João Tempesta, O.Cist.

Cardeal Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro


O Domingo – Palavra

O objetivo deste periódico é celebrar a presença de Deus na caminhada do povo e servir às comunidades eclesiais na preparação e realização da Liturgia da Palavra. Ele contém as leituras litúrgicas de cada domingo, proposta de reflexão, cantos do Hinário litúrgico da CNBB e um artigo que trata da liturgia do dia ou de algum acontecimento eclesial.

Assinar