No Ano dedicado às famílias, São José deve ser inspiração para os pais | Paulus Editora

Notícias

29/04/2021

No Ano dedicado às famílias, São José deve ser inspiração para os pais

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





No último sábado, 24 de abril, a PAULUS Livraria do Rio de Janeiro, em parceria com a Pastoral da Comunicação da Arquidiocese do Rio de Janeiro e a Pastoral da do Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), promoveu o primeiro encontro do Ciclo de Lives Formativas. O Ano da Família Amoris Laetitia foi o tema escolhido para o primeiro encontro, que teve a participação de Dom Antônio Augusto Dias Duarte, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.

No dia 19 de março deste ano, foi inaugurado pelo Papa Francisco o Ano da Família Amoris Laetitia, que se estenderá até o dia 26 de junho de 2022, com o 10º Encontro Mundial das Famílias, que acontecerá em Roma. Segundo o convidado, a escolha do Papa foi muito acertada, pois a família é a base da sociedade. “Estamos cada vez mais necessitados de formar a família, porque ela é a base da sociedade e tem uma missão muito importante, tanto na educação dos filhos como na Igreja. A família, nesse tempo de pandemia, ficou ainda mais afetada, pois o isolamento intensificou as relações familiares”, afirmou Dom Antônio Augusto.

Para celebrar o Ano da Família, o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida formulou cinco objetivos que devem ser explorados no decorrer do ano especial, são eles: difundir o conteúdo da Exortação Apostólica; anunciar que o sacramento do matrimônio é um dom; fazer da família protagonista da Pastoral Familiar; sensibilizar os jovens e ampliar o olhar e a ação da Pastoral Familiar.

O convidado recordou ainda que na Igreja, este ano também é dedicado a São José. Para o bispo auxiliar do Rio de Janeiro, a figura do pai de Jesus deve servir como inspiração para toda a família. “São José tem uma coragem muito grande, não quer chamar a atenção para si, não quer ser possuidor das pessoas, mas sim servidor. É bonito ver que a lógica de São José não é reclamar da vida, mas a lógica do dom de si. Penso que para as famílias, especialmente para os pais, São José deve inspirar mudanças substanciais, tanto no relacionamento do esposo com a sua esposa e do pai com seus filhos”, ressaltou o bispo.

Para Dom Antônio, que é bispo referencial da Comissão Pastoral da Vida e da Família do Regional Leste 1 da CNBB, um dos caminhos para que a família se torne unida é aprender a olhar com o coração. “Ao não renovar o seu olhar para outro, para seus ideais de vida, não há como se vacinar contra a desilusão e o desencanto. Diante da rotina e da monotonia, não há melhor atitude do que renovar os olhos do coração para encontrar belezas ocultas no outro. E assim, renovando o olhar do coração, renova-se o amor e torna a vida do casal sempre uma novidade”, aconselhou o convidado.

Confira na íntegra a live sobre o Ano da Família Amoris Laetitia: