Aos 84 anos, falece Reginaldo Veloso, grande nome da música litúrgica no Brasil | Paulus Editora

Notícias

20/05/2022

Aos 84 anos, falece Reginaldo Veloso, grande nome da música litúrgica no Brasil

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





A Pia Sociedade de São Paulo e a PAULUS Editora se unem aos familiares, amigos e admiradores de Reginaldo Veloso por ocasião de sua morte, ocorrida no dia 19 de maio, aos 84 anos.

Grande líder e incentivador das Comunidades Eclesiais de Base (Cebs), compositor e intérprete de centenas de cantos e versões populares dos Salmos e Hinos, José Reginaldo Veloso de Araújo nasceu em São José da Lage, em Alagoas, no dia 3 de agosto de 1937. Foi ordenado presbítero em 1961, na Arquidiocese de Olinda e Recife, onde teve um trabalho marcante na Paróquia Santa Maria Mãe de Deus, no bairro da Macaxeira e na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, localizada no Morro da Conceição, ambas na capital pernambucana. Era Mestre em Teologia e História, escritor, compositor e especialista em liturgia. Foi um dos fundadores do Instituto Teológico do Recife (ITER) e um dos braços direitos de Dom Helder Câmara. Foi uma voz forte contra o Regime Militar e, em 1989, foi afastado de suas funções ministeriais. Em 1994, casou-se com Edileuza Osório Pereira Veloso.

Em nota, a Arquidiocese de Olinda e Recife expressou suas condolências e ressaltou a inestimável contribuição de Reginaldo Veloso para a Igreja, através do Setor de Música Litúrgica da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), recordando que ainda hoje muitas das suas composições estão presentes nas celebrações em todo o Brasil. “Que seja concedido a Reginaldo Veloso cantar diante do Senhor Ressuscitado: Senhor, piedade, vem me socorrer! Minha dor e meu pranto mudaste em prazer; teu nome para sempre eu irei bendizer!”, conclui a nota escrita pelo Monsenhor Luciano José Rodrigues Brito.

Reginaldo Veloso foi um dos organizadores do “Ofício Divino das Comunidades”, publicado pela PAULUS Editora. A publicação visava popularizar a Liturgia das Horas — que por muito tempo ficou restrita aos conventos, seminários e casas de formação. O Ofício popularizou-se, sobretudo entre as Cebs, ganhando versões adaptadas para o público juvenil e infantil, como o Ofício Divino de adolescentes e crianças e o Ofício da Mãe do Senhor, ambos publicado pela PAULUS Editora.

Entre os CDs produzidos e lançados pela PAULUS, estão:

Ofício da Mãe do Senhor – Ofício das GlóriasOfício da Mãe do Senhor – Ofício das AlegriasOfício da Mãe do SenhorOfício das doresOfício de romaria, além dos CDs com canções do Hinário Litúrgico da CNBB, disponíveis no perfil do Spotify da PAULUS Editora ou no canal do Youtube