Releases

25/04/2011

O Diálogo – Santa Catarina de Sena

Por adm

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica
Título: O Diálogo
Autor (a): Santa Catarina de Sena
Coleção: Espiritualidade
Acabamento: Brochura
Formato: 13 cm x 20 cm
Páginas: 416
Área de interesse: Espiritualidade

Obra apresentada pela PAULUS é um clássico da espiritualidade cristã

“Há livros que merecem a leitura para serem conhecidos; outros, para serem vividos. Este, O Diálogo de Santa Catarina de Sena, pertence à segunda categoria.” Essa afirmação é de frei João Alves Basílio, tradutor da obra O Diálogo, que está em sua 16ª edição publicada pela PAULUS e resume a importância do título para aqueles que desejam conhecer e se aprofundar na vida espiritual da autora.

Santa Catarina de Sena é mãe, e não filha do seu tempo. Era uma virgem convicta, que fizera o voto de castidade desde a infância. Porém, poucas mulheres possuíram como ela o sentimento de maternidade. Nascida em 1347, em Sena, na Itália, era a vigésima quarta filha de Tiago e Lapa Benincasa e teve que convencer a família do seu desejo de seguir na intensa vida de oração e castidade.

Em 1370, um fato místico mudou a vida de Catarina para sempre. Conforme conta seu confessor e primeiro biógrafo, Raimundo de Cápua, num êxtase, Catarina morreu e ouviu as seguintes palavras de Deus: “A salvação dos homens exige que tu voltes à vida. Mas não viverás mais como até agora. O pequeno quarto não será mais a tua costumeira moradia; pelo contrário, para a salvação das almas deverás sair de tua cidade. Estarei sempre contigo na ida e na volta. Levarás o louvor do meu nome e a minha mensagem a pequenos e grandes, a leigos, clérigos e religiosos. Colocarei em tua boca uma sabedoria, à qual ninguém poderá resistir. Conduzir-te-ei diante de papas, de bispos e de governantes do povo cristão a fim de que por meio dos fracos, como é do meu feitio, eu humilhe a soberba dos fortes”.

Mesmo muito jovem, a moça seguiu fiel na sua missão. Conta-se ainda que, dois anos antes de sua morte, o céu revelou-lhe a ela a verdade com tamanha clareza, motivando-a a difundir sua experiência por meio da escrita. Catarina então pediu aos seus secretários que permanecessem prontos a transcrever o quanto ela falasse, logo que a vissem entrar em êxtase. Assim, num breve espaço de tempo, foi composto O Diálogo, a sua obra-prima.

O livro contém a conversa entre a “serva” e Deus Pai Todo-Poderoso. Interação emocionante entre uma alma – que faz quatro pedidos ao Senhor – e o próprio Deus, que lhe responde instruindo sobre numerosas e úteis verdades. Também conhecida como “Livro da divina doutrina”, “Revelações” e “Diálogo da divina Providência”, a obra de Catarina reflete, nessas páginas, sobre a missão redentora de Cristo, o clero, a conversão da humanidade, entre outros assuntos, sendo referência para aqueles que desejam se aprofundar na sua mística e emocionante trajetória.

Nesta edição, o leitor encontrará uma breve cronologia da santa, além de informações sobre suas mais de trezentas cartas e vastas notas de referência para a compreensão de seu conteúdo. Da coleção Espiritualidade, esta tradução conserva o pensamento de Santa Catarina, Doutora da Igreja, cuja finalidade é permitir que todos tenham acesso à sua poderosa e emocionante mensagem.
Santa Catarina de Sena nasceu em 1347, em Sena, Itália. Aos 15 anos entrou para a Ordem da Penitência, de São Domingos. Faleceu em 29 de abril de 1380. Foi canonizada por Pio II e declarada Doutora da Igreja pelo papa Paulo VI em 1970.