O novo humanismo: Paradigmas civilizatórios para o século XXI a partir do Papa Francisco | Paulus Editora

Releases

23/05/2022

O novo humanismo: Paradigmas civilizatórios para o século XXI a partir do Papa Francisco

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica
Título: O novo humanismo: Paradigmas civilizatórios para o século XXI a partir do Papa Francisco
Orgs.:  Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães; Robson S. R. Souza, Claudemir F. Alves, Adriana Maria B. Penzim
Acabamento: Brochura
Coleção: Avulso
Formato: 13,5 (larg) x 21(alt)
Páginas: 640
Área de interesse: Teologia

Obra da PAULUS traz reflexões sobre o importante resgate do humanismo para a defesa da vida

Fruto da parceria da PAULUS Editora com o Núcleo de Estudos Sociopolíticos (NESP) da PUC Minas e da Arquidiocese de Belo Horizonte, o livro “O novo humanismo: Paradigmas civilizatórios para o século XXI a partir do Papa Francisco”, organizado por Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, Robson Sávio Reis Souza, Claudemir Francisco Alves e Adriana Maria Brandão Penzim, trata da urgência de um novo humanismo que lance fundações sólidas para o século XXI, que ainda está em suas primeiras décadas.

O presente livro é parte da série Cadernos temáticos do Nesp, atualmente publicado pela PAULUS.  No prefácio da obra, os organizadores Dom Joaquim e Claudemir Francisco Augusto enfatizam que o mundo ocidental estremece sob uma crise sem suas próprias bases: uma pandemia que colocou o mundo sob uma ameaça global de colapso do meio ambiente, assédio ideológico contra as instituições e os princípios que dão sustentação à frágil democracia liberal que não conseguiu prover proteção universal aos direitos individuais.

De acordo com esta publicação, a tragédia humanitária da COVID-19 levou grande parte da humanidade a repensar o seu papel no mundo e sobre os diversos problemas que atingem e ameaçam a vida humana. Por sua vez, o Papa Francisco tornou-se um porta-voz dos clamores por tais mudanças.  É consenso que o Santo Padre possui um amplo diálogo com a sociedade, incluindo os “não-crentes”.

Nesta perspectiva, a publicação reúne diversos artigos de estudiosos sobre o tema do humanismo. Na publicação, estão presentes os pensamentos do Papa Francisco sobre o tema do chamado “novo humanismo”. Segundo o livro, o Pontífice ressalta atitudes que contrastam intensamente com o cenário atual e sugerem a possibilidade de uma nova forma de vida.

Como, por exemplo, no lugar da exclusão e da miséria, Francisco propõe um novo humanismo. Em lugar da destruição do planeta, o Papa propõe o cuidado com a “casa comum”. Sendo assim, o novo humanismo deve colocar no centro a defesa das várias formas de vida.  Além disso, as abordagens dos articulistas vão além do discurso unicamente religioso.

O livro está dividido em quatro partes que trazem os temas centrais: “O pontificado de Francisco e a emergência de um novo humanismo”; “Tempos de mudanças, mudanças de tempos”; “O novo humanismo no horizonte da esperança” e “Desafios atuais para um novo humanismo em ação”.

A obra “O novo humanismo” é indicada para estudantes de sociologia, teologia e áreas afins, para seminaristas e postulantes à vida consagrada, professores de Teologia e de escolas católicas.

Sobre os organizadores:

Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, licenciado em Filosofia e bacharel em Teologia pela PUC Minas. Mestre em Teologia pela FAJE. Professor e pesquisador pela PUC Minas. Professor do Instituto de Filosofia e Teologia de Santo Tomás de Aquino ISTA (1990-2005), do Instituto Marista de Ciências Humanas (1992-1995) e do Instituto Regional de Pastoral Catequética. Fundador e coordenador do Instituto Superior de Pastoral PUC Minas, ISPAL (1998-2011). Editor fundador da Revista Horizonte, de estudos de Teologia e Ciências da Religião PUC Minas. Presbítero desde 1988, Bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte desde 2006, entre outras atividades desempenhadas na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Robson Sávio Reis Souza, licenciado em Filosofia, doutor em Ciências Sociais e pós-doutor em Direitos Humanos. É professor do Departamento de Ciências da Religião PUC Minas, onde coordena o Núcleo de Estudos Sociopolíticos (Nesp). É presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos de Minas Gerais; membro da Comissão Arquidiocesana Justiça e Paz de Belo Horizonte e do Observatório de Comunicação Religiosa; integrante do grupo de análise de conjuntura sociopolítica da CNBB; do GRT Economia de Francisco e Clara da PUC Minas e da rede de assessores do Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Camara. É também associado da Sociedade de Teologia e Ciências da Religião (Soter) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Claudemir Francisco Alves, membro do Grupo “Gestor” do Núcleo de Estudos Sociopolíticos Nesp, é filósofo, mestre e doutor em Estudos Literários pela UFMG. Professor de iniciação filosófica da PUC Minas. Dedica-se principalmente ao estudo da Filosofia Política e das interseções entre linguagem e epistemologia.

Adriana Maria Brandão Penzim, membro do Grupo “Gestor” do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (Nesp), (entre 2025 e 2021), é psicóloga, mestre em Ciências Sociais e doutora em Psicologia Social. Professora da PUC Minas foi coautora do projeto de criação do Nesp, tendo sido responsável por sua implantação.