Releases

05/09/2019

Liberar a Liberdade – Fé e política no terceiro milênio

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica
Título: Liberar a liberdade fé e política
Autor: Joseph Ratzinger Bento XVI
Coleção: Fides Quaerens
Acabamento: Brochura
Formato: 13.5 (larg) x 21 (alt)
Páginas:208
Área de interesse: Teologia

A obra é o segundo volume de coletânea de textos de Joseph Ratzinger sobre o tema fé e política.

 O livro representa, sem dúvida, um grande desafio ao pensamento contemporâneo e, de modo especial, à Igreja e à teologia. Joseph Ratzinger – Bento XVI

 A PAULUS Editora apresenta a obra “Liberar a Liberdade – Fé e política no terceiro milênio”, escrita por um dos maiores intelectuais da doutrina católica da atualidade, Joseph Ratzinger – Bento XVI.

O prefácio escrito pelo Papa Francisco, enfatiza que o tema da relação entre fé e política, sempre esteve no centro das atenções de Joseph Ratzinger, atravessando todo o seu caminho intelectual e humano. Segundo o Santo Padre, a experiência direta do totalitarismo nazista vivido por Ratzinger o leva, desde jovem estudioso, a refletir sobre os limites da obediência ao Estado em prol da liberdade da obediência a Deus.

Isto é, para Joseph Ratzinger, “O Estado”, não é a totalidade da existência humana e não abarca toda a esperança humana. Joseph lembra em seus escritos presente na obra que, o homem e a sua esperança vão além da realidade do Estado e além da esfera da ação política e isso vale para todos os gêneros de estados. “O Estado não é a totalidade”, afirma.

Neste livro, o autor elabora e propõe uma visão cristã dos direitos de cada cidadão, capaz de pôr em discursão num nível teórico e prático a pressão totalitária do Estado marxista e da ideologia ateia. Assim, o conteúdo convida o leitor a meditar essa relação entre fé e política, especialmente sobre uma ação política que coloque a família, a solidariedade e a igualdade no centro de sua atenção e programação.

Segundo a publicação, o livro representa um grande desafio ao pensamento contemporâneo e, de modo especial à Igreja e à teologia. Afinal, como pensar e relacionar as ações cristãs, frente ao posicionamento político e totalitarismo do estado moderno?

Entre os pontos discutidos pelo teólogo, estão os seguintes temas: A sexta-feira Santa da história; Salvação: mais que uma simples palavra; Política e Verdade: Jesus Diante de Pilatos; O confronto entre Agostinho e a Teologia política de Roma; Os cristãos diante dos totalitarismos; Verdade, valores, poder: Pedras-de-toque de uma sociedade pluralista; Fundamento ético das escolhas políticas; Afirmar o direito e combater a injustiça; Bem-aventurados os obreiros da paz; O que mantém o mundo unido e por fim, o tema Deus existe?

Joseph Aloisius Ratzinger nasceu em Marktl na Inn, Alemanha em 16 de Abril de 1927. Um dos maiores intelectuais da doutrina católica da atualidade, participou como perito  do  Concílio Vaticano II (1962 -1965). Foi prefeito da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé durante o pontificado de João Paulo II. Foi eleito Papa em 19 de abril de 2005. Assumindo o nome de Bento XVI. Renunciou ao trono petrino em 11 de fevereiro de 2013.