Releases

13/04/2018

Laicato: Vocação e Missão

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha técnica:
Título: Laicato: vocação e missão
Autor (a): Dom Orlando Brandes
Acabamento: Brochura
Coleção: Pastoral e Comunidade
Formato: 13 (larg) x 20 (alt)
Páginas: 144
Área de interesse: Pastoral

O lugar próprio de santificação dos leigos é a família e o mundo.

Escrita por Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, a obra Laicato: vocação e missão, lançamento da PAULUS Editora, tem o objetivo de facilitar a compreensão da identidade, vocação, missão e espiritualidade dos leigos e leigas no mundo e na Igreja.

O subsídio teve como base os principais Documentos do Magistério da Igreja que tratam da importante questão do laicato, como os documentos das Conferências Episcopais Latino-americanas, os documentos do Concílio Vaticano II, as exortações apostólicas dos papas João Paulo II, Bento XVI e Francisco e os documentos da CNBB, com especial atenção para o Documento 105.

A motivação para escrever a obra surgiu após a 5ª Conferência do CELAM (Conselho Episcopal Latino-Americano), em Aparecida, no ano de 2007, onde Dom Orlando foi delegado do Episcopado Catarinense e escreveu uma Síntese Popular do Documento de Aparecida. A convite da CNBB, ele assumiu a coordenação da Comissão do Tema Central da 46º Assembleia Geral, cujo tema era o laicato.

Segundo Dom Orlando, a intenção do livro é facilitar o acesso do povo ao tema em pauta e oferecer subsídios às lideranças das comunidades. A obra está dividida em três partes, que correspondem ao método ver, julgar e agir.

O arcebispo de Aparecida ainda afirma que a Igreja não oferece orientação e formação adequada aos leigos, gerando um “amadorismo pastoral”, responsável por criar problemas de relacionamento, divisões, discórdias e atitudes, quer de servilismo, quer de revanchismo, enquanto deveriam formar leigos “da comunhão e participação”.

Por ter uma finalidade didática, Laicato: vocação e missão oferece temas de reflexão com linguagem acessível, supondo que seus principais destinatários sejam as lideranças da Igreja, as coordenações e assessorias das paróquias e dioceses, que repassarão ao povo os conteúdos tratados.

Dom Orlando Brades nasceu em 13 de Abril de 1946 em Urubici (SC). É filho de Gregório Brandt e Hilda Morais Brandt (falecidos). Tem seis irmãos. Após o curso primário, ingressou no Seminário São João Maria Vianney, de Lages (SC). Em 1968, concluiu Filosofia na Universidade Católica do Paraná, em Curitiba. Fez seus estudos teológicos na Universidade Gregoriana e na Academia Alfonsiana (Roma), especializando-se em Teologia Moral em 1973. Recebeu a ordenação sacerdotal em Francisco Beltrão (PR), em 6 de julho de 1974. Foi nomeado pelo Papa João Paulo II, em 1994, o 3º bispo diocesano de Joinville (SC), escolhendo como lema: “Somos operários de Deus” (1 Cor 3,9). Em 2006, o Papa Bento XVI nomeou-o arcebispo de Londrina. Em 2016, foi nomeado pelo Papa Francisco o quinto arcebispo da Arquidiocese de Aparecida, tomando posse no dia 21 de janeiro de 2017.