Êxodo: Um projeto de liberdade nascido do coração de Deus | Paulus Editora

Releases

19/05/2022

Êxodo: Um projeto de liberdade nascido do coração de Deus

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica
Título: Êxodo: Um projeto de liberdade nascido do coração de Deus
Autor (a): Luiz Alexandre Solano Rossi
Coleção: O Mundo da Bíblia
Acabamento: Brochura
Formato: 13,5 (larg) x 21 (alt)
Páginas: 88
Área de interesse: Bíblica

Lançado pela PAULUS Editora, o livro “Êxodo: Um projeto de liberdade nascido do coração de Deus”, escrito por Luiz Alexandre Solano Rossi, traz ao leitor o estudo de uma das fontes consideradas mais ricas para reflexão teológica – o livro do “Êxodo”. Parte do “Pentateuco”, os cinco primeiros livros da Bíblia, este conteúdo é apontado como porta de entrada para compreender o sentido de toda a mensagem da Sagrada Escritura, fundamentada na ideia de que se tem um Deus atuante, tanto no Antigo como no Novo Testamento.

Neste livro, em que o autor e biblista Luiz Alexandre Solano Rossi atinge a marca de 100 livros já publicados no Brasil e no exterior, o conteúdo convida o público a refletir, a partir do Êxodo, sobre o tema da libertação, em um contexto em que o empobrecimento e a opressão eram constantes. Na perspectiva da análise teológica, o volume também chama a atenção para as práticas, orientações e a condução de um Deus apaixonado e comprometido com o seu povo.

De acordo com as Sagradas Escrituras, o livro recebe esse nome porque começa narrando a história do povo de Deus, o conteúdo descreve como os hebreus saíram da terra do Egito, onde viviam sob o jugo pesado dos egípcios. Ainda, segundo a Bíblia, este acontecimento se deu por volta do ano 1250 a. C. Segundo o autor, o “Êxodo” possui história, fato que permitiu que a atuação de Javé na caminhada de seu povo.

Na obra, o idealizador elenca quatro chaves de leitura para uma visão clara sobre a ação de Javé, o Deus Libertador, são elas: a ideia que o êxodo é o evento teológico central da fé do Antigo Testamento; em seguida, de que a libertação é o tema nuclear de Javé na história; a concepção de que o povo oprimido é a opção de Javé para ser agente de sua libertação para toda a história e, por último, de que a libertação é um paradigma de esperança para todos os povos oprimidos.

Segundo a publicação, o Êxodo também é conhecido como o “Evangelho do Antigo Testamento”, pois nele é possível encontrar um anúncio fundamental da intervenção de Deus na existência de um grupo de pessoas em estado de vulnerabilidade e sem perspectiva de futuro; sobretudo, um anúncio com traços de “Boa-nova”, um evangelho que produz esperança e faz nascer a liberdade para a construção de um novo jeito de ser e viver em comunidade, conforme narrações dos capítulos 4 e 16 do livro do Êxodo.

Para narrar essa história de superação, fé e grandes desafios do povo de Deus, a obra divide-se em três partes com os seguintes temas: “A importância do Êxodo”; cujo texto descreve a escravidão dos hebreus, a libertação do Egito, a missão e prodígios operados por Moisés e Aarão; a longa caminhada no deserto, a aliança do Monte Sinai, entre outros destaques. Já a segunda parte — intitulada “Teofania para a liberdade” —, o biblista tem por finalidade resgatar a figura de um Deus comprometido que viu e ouviu o clamor de seu povo. Além disso, o autor reflete sobre as novas formas de violência presentes na sociedade e aponta a comunicação como instrumento para um diálogo libertador.

Na terceira parte, o título “Novo êxodo com Jesus”, resgata a ideia que a libertação está inteiramente presente no interior da história da salvação, por meio de Jesus Cristo que vence a morte e o pecado e instala a propagação do Reino de Deus, livre de qualquer forma de opressão e escravidão.

Nas palavras do autor, este livro é uma tentativa de viver a aventura da libertação em cada etapa da vida cristã, à luz do Filho de Deus, que se encarnou, morreu e ressuscitou em consequência de sua opção histórica e messiânica pelos necessitados, visando o ser humano em sua totalidade, numa nova fraternidade. Em suma, o objetivo geral, é declarar que Javé é eminentemente libertador e a favor dos vulneráveis, bem como declarar que a libertação é fundamental, e não objeto de escolha.

Luiz Alexandre Solano Rossi tem pós-doutorado em História Antiga pela UNICAMP e em Teologia pelo Fuller Theological Seminary, na Califórnia; é doutor em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo e mestre em Teologia pela Faculdade do Instituto Superior Evangélico de Estudos Teológicos (ISEDET), em Buenos Aires. Autor de mais oitenta livros publicados no Brasil e no exterior, é professor adjunto na PUCPR, no programa de mestrado e doutorado em Teologia, e professor na UNINTER (Centro Universitário Internacional).