Espiritualidade da secretária e do secretário paroquial | Paulus Editora

Releases

14/10/2021

Espiritualidade da secretária e do secretário paroquial

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica
Título: Espiritualidade da secretária e do secretário paroquial
Autores: Humberto Robson de Carvalho e Caio Henrique Esponton
Coleção: Comunidade e Missão
Acabamento: Brochura
Formato: 13.5 (larg) x 21 (alt)
Páginas: 120
Área de interesse: Pastoral/ Espiritualidade

Obra apresenta reflexões para o entendimento da Igreja e cultivo da espiritualidade cristã no trabalho do secretariado paroquial

A PAULUS Editora apresenta o livro Espiritualidade da secretária e do secretário paroquial”, escrito por Humberto Robson de Carvalho e Caio Henrique Esponton. Este livro pretende ser uma contribuição para que os secretários de todas as paróquias e dioceses compreendam a grandiosidade e importância desse serviço para Igreja. Segundo os autores, o trabalho desenvolvido por essas pessoas é muito mais que resolver questões burocráticas. Por meio do secretariado paroquial, que trabalha em função da comunidade cristã, é possível ir além, sobretudo, na evangelização e no fazer ecoar a profundidade da vida cristã.

A presente obra da coleção “Comunidade e Missão” traz importantes considerações a respeito da espiritualidade cristã com base nos Evangelhos, na tradição cristã e na prática pastoral e paroquial. Com efeito, os autores destacam na missão do secretário e secretária paroquial a capacidade de acolhida e de serviço manifestada em atitudes e ações que possibilitam realizar um trabalho diferenciado na perspectiva do serviço do Reino.

Dividido em duas partes, o livro propõe dez pontos de reflexão acerca da espiritualidade cristã que, diferente de outras, pode ser resumida como o “configurar da vida e do coração à pessoa de Jesus Cristo”, isto é, uma espiritualidade que segue o Mestre e Senhor. Dessa forma, o primeiro capítulo medita sobre a vida espiritual cristã, o conteúdo apresenta algumas considerações que podem ajudar a elaborar uma reflexão inicial sobre o que é e para que serve a vida espiritual no cristianismo.

No segundo capítulo, estão os dez elementos fundamentais da espiritualidade que tocam a vida da secretária e do secretário paroquial. Entre os temas discutidos estão: acolhida, escuta e diálogo, discrição e silêncio, caridade e solidariedade, misericórdia e samaritaneidade, alegria e otimismo, disponibilidade, organização, diocesaneidade, entre outros.  Segundo os autores, esta publicação pretende abrir horizontes para a compreensão de uma vida cristã mais profunda e autêntica que se expressa neste serviço indispensável para a Igreja. Para eles, trata-se de um trabalho que lida com vidas, logo, deve ser visto como um ministério essencial na Igreja.

Além disso, os autores também destacam que o trabalho dos atendentes paroquiais, ao contrário que muitos pensam, não lida exclusivamente com dinheiro ou papéis. Em cada atendimento, em cada certidão de batismo, de crisma ou de casamento que é redigida, em cada dízimo que é conferido, em cada pauta de reunião que é impressa, em cada momento do dia em que alguém procura a secretária e secretário paroquial, trata-se de vidas, histórias, conflitos, alegrias e sentimentos. Para os autores, eles devem agir como se fossem “porteiros dos céus”.  Logo, os atendentes paroquiais são convidados a expressar, de maneira exemplar, a dinâmica espiritual da vida, fazendo ecoar em seu cotidiano as realidades interiores da vida cristã.

De acordo com a obra, a partir de elementos fundamentais da espiritualidade, transformados em práticas cotidianas no trabalho da atendente e do atendente paroquial, espera-se que a vida burocrática e jurídica da paróquia assuma um novo rosto, uma nova perspectiva, que leve a torná-la mais samaritana, misericordiosa, próxima, acolhedora e funcional. Para Dom Jorge Pierozan, bispo auxiliar de São Paulo e Vigário episcopal para a região de Santana, os autores comunicam à secretária e ao secretário paroquial o entendimento da Igreja, que os considera evangelizadores no coração das comunidades paroquiais.

Caio Henrique Esponton é especialista em Espiritualidade pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL), licenciado em Filosofia pelo Centro Universitário Claretiano e bacharel em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC- Campinas). Professor de Filosofia da Rede Estadual de Educação. Participa do Grupo de Pesquisa da PUC – Campinas: Ética, epistemologia e religião. Desenvolve pesquisas nas áreas de filosofia e teologia patrísticas, ciências da religião, ética, espiritualidade e mística.

Humberto Robson de Carvalho pertence ao clero diocesano da Arquidiocese de São Paulo (pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Região Episcopal de Santana). É mestre em educação, especialista em Catequese, Espiritualidade e Liturgia, graduado em Filosofia, Pedagogia e Teologia e coordenador dos cursos de pós-graduação em Catequese e Espiritualidade no Centro Universitário Salesiano de São Paulo. Pela PAULUS publicou os livros: Elementos fundamentais da espiritualidade do catequista; Missa: celebração do mistério pascal de Jesus; Ministério do catequista: elementos básicos para a formação; Paróquia missionária: projeto de evangelização e missão paroquial na cidade; Espiritualidade do padre diocesano; Catequistas: vocação ministério e missão; entre outros.