Catequese Digital – Por onde começar? | Paulus Editora

Releases

01/06/2021

Catequese Digital – Por onde começar?

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica
Título: Catequese Digital – Por onde começar?
Autora: Aline Amaro da Silva
Coleção: Ecclesia digitalis
Acabamento: Brochura-PUR
Formato: 13.5(alt) x 21(alt)
Páginas: 240
Área de interesse: Pastoral e Catequese

Obra aponta caminhos para o desenvolvimento da catequese no ambiente físico e digital

Publicado pela PAULUS Editora, o livro da coleção Ecclesia digitalis, “Catequese Digital – Por onde começar?”, escrito por Aline Amaro da Silva, oferece ao leitor caminhos para o desenvolvimento de encontros catequéticos no ambiente físico e digital. A obra busca auxiliar os catequistas, comunicadores e evangelizadores na compreensão das mudanças humanas, culturais, comunicacionais e teológicas que a realidade atual traz, colocando-as como desafio e oportunidade para o ministério da catequese.

De acordo com a autora, o estudo é voltado aos catequistas que realizam um trabalho heroico na educação da fé de crianças, jovens e adultos. O livro é também para todos que desejam entender melhor sobre o cenário atual, sobre as consequências e impactos da revolução digital na comunidade, na sociedade e no cotidiano das pessoas.

A obra “Catequese Digital – Por onde começar?” está dividida em seis capítulos: Lançai-vos nas redes: um mergulho na cultura digital; Ciberteologia: a fé em diálogo com o mundo; Geração net: para conhecer e amar; Onde abunda o ciberpecado, superabunda a cibergraça, iMissio: desafios e possibilidades para uma nova saída missionária; Catequese digital: por onde começar?.

Neste caminho, o primeiro capítulo faz um convite para o leitor adentrar na cultura digital, conhecê-la e experimentá-la. Na primeira seção, a autora traz as seguintes questões: Que sinais dos tempos temos hoje? Mas antes, ainda, em que tempo vivemos? Em que lugar habitamos? Que tipo de pessoa nós somos? Estas e outras questões são refletidas na primeira parte. O segundo capítulo visa apresentar uma nova forma de refletir sobre a fé na atualidade marcada pelas redes, chamada ciberteologia, bem como demonstrar a evolução do pensamento da Igreja sobre a comunicação digital.

Já o terceiro capítulo volta-se para os pais e educadores, com a reflexão sobre as qualidades e defeitos da chamada geração Y. O intuito é contribuir para que os jovens sejam cada vez mais compreendidos, acolhidos e amados. O quarto capítulo aborda novas dinâmicas de pecado e graça na internet e como isso afeta a espiritualidade, as relações e vivência da fé. Segundo a autora, mais importante do que ter sempre a resposta na ponta da língua, em uma era marcada pela sobrecarga de respostas, o catequista deve despertar o catequizando para um verdadeiro encontro com Deus. Por essa razão, o quinto capítulo reflete sobre as mudanças na forma de entender e praticar a evangelização na era digital e sua relação com a catequese.

Por fim, o último capítulo é dividido em quatro tópicos, com as seguintes reflexões: Catequese na era digital e Catequese digital; O que caracteriza um encontro autêntico?; Desafios e possibilidades para a catequese digital; Preparar-se para o encontro digital; Educação e Catequese: Em busca de uma pedagogia de rede. Além dos temas propostos, a publicação apresenta no final de cada capítulo sugestões de atividades chamadas de “Laboratório do Diálogo”, expressão retirada do Novo Diretório para a Catequese (2020). Assim, a obra de Aline Amaro deseja ser um apoio para os catequistas, evangelizadores e comunicadores na missão evangelizadora do anúncio da Palavra.

Aline Amaro da Silva é jornalista, mestra e doutoranda em Teologia pela PUCRS; bolsista CAPES, e estudou um ano de sua pesquisa doutoral na Universidade de Bochum, Alemanha. Faz parte de grupos de pesquisa nacionais e internacionais em Teologia e Ciências, Teologia Comunicativa, Ciberteologia e Teologia Digital. Com conhecimento e experiência também em fotografia, design gráfico, web e marketing digital, ministra formações, cursos e palestras por todo o Brasil, nas áreas de teologia e comunicação para catequistas, agentes de pastoral e sacerdotes. Além disso, atua na Igreja especialmente na Pastoral da Comunicação e em projetos de evangelização da juventude.