Ainda Alice | Paulus Editora

Releases

06/05/2022

Ainda Alice

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica
Título: Ainda Alice
Autora: Ana Rapha
Ilustrações: Anielizabeth
Acabamento: Brochura
Coleção: Lendo o mundo
Formato: 21 (larg) x 27.5 (alt)
Páginas: 24
Área de interesse: Literatura Infantil

“Como anda o mundo lá fora?” Obra infantil da PAULUS reflete a pandemia através do olhar e perspectiva da pequena Alice

Lançada pela PAULUS Editora, a obra infantil “Ainda Alice”, escrita por Ana Rapha Nunes e ilustrada por Anielizabeth, conduz os pequenos e grandes leitores a uma reflexão acerca da realidade de confinamento, solidão e saudade enfrentadas pelas crianças na pandemia.

De forma lúdica e poética, o livro conta a história da pequena Alice, uma criança que, como tantas outras, teve sua rotina de repente interrompida e precisou ficar em casa durante a pandemia de Covid-19 que atingiu duramente diversos lugares do mundo.  Diante de janelas fechadas e o silêncio das ruas, a menina de dez anos trouxe para sua rotina a imaginação e contou com a companhia de seu gato Amarildo para enfrentar a realidade do mundo lá fora.

Ao narrar o universo da personagem Alice, a autora Ana Rapha dialoga com a obra “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carrol (1832-1898), um clássico repleto de propósitos e significados que povoa até hoje a imaginação de leitores de todas as idades. No livro “Ainda Alice”, o universo da pequena começou a mudar de uma hora para outra, o comportamento das pessoas, os lugares, a própria família, tudo mudou, e o espaço da casa também, no exato momento em que deveria começar a ser excedido, voltou a ser o único possível lugar parcialmente seguro.

Nesta lúdica reflexão, a autora destaca que assim como Alice, muitas crianças tiveram uma parte significativa de suas vidas paralisadas pela pandemia e perderam pessoas com as quais possuíam vínculos significativos. Além disso, ficaram inseguras, sentiram sentimentos de solidão, tédio e medo. Entretanto, num determinado momento, o sol voltou a brilhar e as pessoas voltaram a caminhar pelas ruas. Mas de que forma Alice encontrou o mundo lá fora?

Segundo a obra, Alice representa todas as crianças e o poder que lhes é próprio, de ressignificar tudo em seu entorno. Entre as situações deste enredo, a menina Alice é bem mais do que um retrato triste e inesquecível da pandemia; pelo contrário, é a imagem do cuidado, presença, gratidão e esperança. No olhar da menina encontram-se respostas e pistas para um novo recomeço na vida em sociedade. Nas ilustrações, Anielizabeth utiliza diversas técnicas, como aquarela, tinta acrílica, pastel, lápis de cor, colagens e arte digital. Nesse projeto, a ilustradora fez uso de colagens, recurso que, por si só, promove conexão com os leitores, técnica bastante explorada em aulas de arte na escola.

O livro “Ainda Alice” é indicado para todas as crianças já alfabetizadas, ou seja, a partir das séries iniciais do Ensino Fundamental I e também para famílias inteiras e educadores que desejem trabalhar este tema bastante sensível com as crianças. Além de tudo, é uma ótima opção para o incentivo à leitura e uma oportunidade de dialogar com as crianças sobre os múltiplos sentimentos gerados em função da pandemia.

A obra também dialoga com as seguintes competências da BNCC – Base Nacional Comum Curricular: “Empatia e cooperação”; “Pensamento científico, crítico e criativo”; “Autoconhecimento e autocuidado”; “Trabalho e projeto de vida”; “Conhecimento; Responsabilidade e cidadania”. Vale ressaltar que esta narração envolve o trabalho de duas excelentes profissionais da área da Literatura Infantil, onde texto e ilustração dialogam para o prenúncio de uma vida nova, tecida com arte e poesia.

Ana Rapha Nunes é formada em Letras e atuou como professora durante muitos anos. Em 2015, lançou seu primeiro livro e passou a visitar diversas escolas Brasil afora, realizando palestras para professores e estudantes. Também foi finalista do Prêmio Jabuti na categoria infantil e uma das ganhadoras do Prêmio Outras Palavras, promovido pelo estado do Paraná. Em 2021, teve um livro premiado na Rússia, no Concurso Image of the Book. Desde pequena, ouvia história antes de dormir e foi crescendo encantada com o mundo literário.

Anielizabeth é carioca e reside no Rio de Janeiro, já morou no Recife e Caruaru, terra Natal de sua família. Estudou ilustração em Sàrmede, norte da Itália, lugar considerado por todos como a terra dos contos de fadas. É mestra em design e Cultura, especialista em Literatura Infantil e Juvenil, professora e, além de ilustrar livros e criar figurinos para teatro e carnaval, também trabalha com formação de leitores, em parceria com importantes instituições, como a CBL, SESI, FNLIJ, FBNP-PROLER, Brazilian Publishers etc., explorando o universo das imagens o que lhe permite fazer aquilo que mais gosta: viajar pelo mundo, conhecendo pessoas e diferentes histórias.