Releases

21/03/2014

A Cruz – A imagem do ser humano redimido, publicado pela PAULUS.

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Ficha Técnica
Título: A cruz — A imagem do ser humano redimido
Autor: Anselm Grün
Coleção: Avulso
Acabamento: Brochura
Formato: 13,5 cm x 21 cm
Páginas: 128
Áreas de interesse: Espiritualidade, teologia e áreas afins

A Cruz na espiritualidade do ser humano é tema de obra da PAULUS

O cristianismo não descobriu a cruz. Ao contrário, a cruz é um símbolo importante em todas as religiões.” É com essas palavras que Anselm Grün inicia o primeiro capítulo de seu livro, A cruz — A imagem do ser humano redimido, publicado pela PAULUS.

Com escritos cativantes, a obra inspira nova reflexão teológica e espiritual sobre a cruz, explanando sua simbologia e conduzindo o leitor a lidar, de modo mais consciente, com as muitas cruzes presentes no cotidiano.

O autor explica que, independentemente da morte de Jesus na cruz, este símbolo já era visto como sinal de salvação no Antigo Egito, na Ásia, na Europa — especialmente em Roma —, na Índia e, ainda, na América Latina. O caminho percorrido por Grün apresenta o significado da cruz para os cristãos depois da crucificação de Jesus e os aspectos espirituais dessa imagem já presentes naquelas civilizações.

“Os cristãos adotaram as ideias de outras religiões que viram na cruz um sinal de salvação: céu e terra, luz e trevas, Deus e ser humano são vinculados entre si. Aquilo que outras religiões viram na cruz — assim pensavam os cristãos daquela época — cumpriu-se na morte de Jesus na cruz e em sua ressurreição”, relata o autor.

Neste livro, o significado da cruz segue considerações que exploram contextos sólidos. As interpretações, feitas pelo provável maior teólogo alemão depois da Segunda Guerra Mundial, Karl Rahner, pelos teólogos evangélicos Paul Tilich e Jürgen Moltmann e pelo psicanalista suíço Carl Gustav Jung, confirmam a análise.

Acima de tudo, o autor se concentra em abordar o significado teológico, psicológico e simbólico da cruz para a devoção do ser humano hoje. Para esse sinal de esperança, não há dificuldade que não possa ser superada, trevas que não possam ser convertidas em luz e sofrimento que não possa ser transformado em vida nova.

Anselm Grün, nascido em 1945, coordena como ecônomo monástico os empreendimentos econômicos da Abadia de Münsterschwarzach. É o autor cristão mais lido em língua alemã e estimado por muitas pessoas como orientador espiritual e pastor de almas. Dezenas de milhares de pessoas assistem anualmente às suas conferências. Do mesmo autor, pela PAULUS: Para que tua vida respire liberdade — Rituais de purificação para o corpo e a alma e Liderar por meio de valores — Curso compacto de liderança.