Para refletir sobre o Dia Mundial do Refugiado, a PAULUS Editora indica a obra infantil “O quintal de Aladim” | Paulus Editora

Notícias

15/06/2022

Para refletir sobre o Dia Mundial do Refugiado, a PAULUS Editora indica a obra infantil “O quintal de Aladim”

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Livro “O quintal de Aladim” promove reflexão sobre a situação dos refugiados, cujo dia é celebrado em 20 de junho

Com o tema “Seja quem for, seja quando for, seja onde for: todas as pessoas têm direito a buscar proteção”, a Organização das Nações Unidas (ONU) promove em 20 de junho o “Dia Mundial do Refugiado”. Segundo a entidade, o tema expressa a necessidade da garantia de direitos por parte de quem foi forçado a abandonar seus lares por causa de conflitos e violência, buscando meios dignos para reconstruir suas vidas.

De acordo com o relatório mais recente da Agência da ONU para Refugiados (Acnur), referente ao primeiro semestre de 2021, 26,6 milhões de pessoas encontram-se em situação de refúgio em todo o mundo, sendo 5,7 milhões somente no território atendido pela Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (Unrwa). Segundo o último relatório “Tendências Globais” da Acnur, em 2020 existiam 82,4 milhões de pessoas refugiadas.

No Brasil, ao final de 2020, mais de 57 mil pessoas estavam em situação de refúgio, de acordo com os dados divulgados pelo Comitê Nacional para os Refugiados (CONARE). Entre as pessoas refugiadas reconhecidas entre 2011 e 2020, a maior parte vem da Venezuela, seguida da Síria e Congo.

Para abordar o tema com as crianças, a PAULUS Editora indica a obra “O quintal de Aladim”, de Andréa Avelar, com ilustrações de Simone Matias. A publicação infantil conta a história do pequeno Amin, de 11 anos, e sua família, que chegaram ao Brasil de navio, fugindo da guerra na Síria.

De forma sensível, o livro “O quintal de Aladim” traduz aos pequenos leitores os sentimentos experimentados pelo personagem Amin: tristeza, saudade, medo, insegurança, expectativa. No Brasil, ele passa por muitas mudanças: novo idioma, novos amigos, cheiros, sabores. Na história, Amin é acolhido com muito carinho pelos amigos, que têm curiosidade de conhecer o país do novo colega de turma. Valores como amizade, respeito e aceitação social são trabalhados na narrativa. A presente obra faz parte da coleção “Lendo o mundo” e é indicada para todas as crianças e adultos que sonham com um futuro onde todos sejam tratados com respeito e seus direitos sejam legitimados.

Saiba mais

Ouça também o Podcast PAULUS com a autora Andréa Avelar e Pe. Paolo Parise, coordenador da Missão Paz, em São Paulo (SP)