O PODER A SERVIÇO DA VIDA | Paulus Editora

O Domingo
O PODER A SERVIÇO DA VIDA

Indicar a um amigo:





Os discípulos ainda não haviam entendido a proposta do Mestre – mesmo após o terceiro anúncio da paixão que o esperava em Jerusalém . Diante da atitude de dois discípulos, que lhe pedem para ocupar lugar de destaque ao seu lado na glória – sendo acompanhados nessa pretensão pelos demais –, Jesus chama a atenção de todos sobre o perigo da ambição do poder e os ensina sobre o verdadeiro sentido do poder. Os discípulos têm em vista o poder e os privilégios que Jesus poderia lhes proporcionar.

Jesus foi tentado pelo diabo a dominar o mundo e conquistar o poder sobre os povos. Fortalecido pela Palavra de Deus, soube vencer a trama diabólica. Essa tentação é algo que acompanha a humanidade ao longo dos séculos. Muitos acabam entrando em tal lógica e procuram dominar e oprimir os outros, até mesmo incentivando o armamento. É o poder a serviço da opressão e da morte. O sonho de se elevar acima dos outros, ser mais que os outros, acompanha tristemente a trajetória do ser humano.

Jesus adverte que os chefes das nações as oprimem e os poderosos procuram dominar as pessoas. Entre vós, diz, não deve ser assim – e então desafia seus discípulos a seguir outro caminho: conquistar a grandeza mediante o serviço fraterno. O Mestre não incentiva ninguém a ambicionar o poder e se impor sobre os outros, tanto menos com a violência. Quem propõe violência não compreendeu sua proposta. O único poder incentivado por Jesus é aquele que procura libertar as pessoas de seus males, assim como ele fez ao longo de sua vida.

O desejo de poder sobre os outros deve transformar-se em serviço gratuito: gestos de amor a serviço do próximo. Não foi nada fácil aos discípulos entender a proposta de Jesus. Queriam um Cristo poderoso e triunfador que dividisse o poder entre eles. Tiveram muita dificuldade em crer e assumir a proposta do Mestre de Nazaré: cristão é quem faz de sua vida um dom para que os outros vivam.

Pe. Nilo Luza, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar