O Domingo
5 de maio: 3º Domingo da Páscoa

Indicar a um amigo:





ORIENTADOS PELA PALAVRA DE JESUS

Segundo os estudiosos, o capítulo 21 do Evangelho de João é um acréscimo posterior e tem como objetivo resgatar a imagem de Pedro. Passado o evento da morte de Jesus, tida como fracasso, os apóstolos voltam às suas atividades normais de pescadores. Após uma noite infrutífera, obedecendo à ordem de um desconhecido, lançam a rede e conseguem grande pescaria. Diante do sucesso da pesca, o “discípulo amado” reconhece que o desconhecido é o Ressuscitado. Esta é a terceira vez que Jesus aparece aos seus depois de sua morte. Lembremos que os relatos de ressurreição não são crônicas narradas por alguma testemunha ocular. Pode-se perguntar: qual o ensinamento do relato de hoje?

O mar é símbolo das forças inimigas das pessoas. Como “pescadores de gente”, os apóstolos têm a missão de mostrar o caminho da libertação, principalmente dos que são iludidos pelas falsas ideologias que escravizam e alienam.

Jesus ressuscitado está conosco nas tarefas cotidianas da vida. Ele não se encontra apenas nas celebrações, mas está presente também no nosso dia a dia. Sempre que nossas atividades não forem vivificadas pela Palavra de Jesus, a noite será de escuridão e o Ressuscitado parecerá estar ausente. Orientados por sua Palavra, jamais fracassaremos.

Ao amanhecer, seguindo as Palavras do Ressuscitado, a comunidade com certeza não trabalhará em vão em sua missão evangelizadora. Embora esteja na glória com o Pai, Jesus continua a se manifestar na vida da comunidade. A certeza dessa presença anima a nossa fé e fortalece a nossa missão.

A refeição, que encerra a pesca milagrosa, é o coroamento da missão cumprida. Todos aguardamos um dia poder participar do “banquete eterno” que Jesus prometeu aos que dão continuidade à sua missão.

O evangelho conclui apresentando o envio de Pedro pelo Mestre. Antes, porém, o apóstolo deve dar testemunho do amor ao Mestre e à comunidade. Somente quem ama compreende os desígnios do Senhor e se compromete com eles.

Pe. Nilo Luza, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar