O Domingo
30 de dezembro: Sagrada Família

Indicar a um amigo:





JESUS SINTONIZADO COM O PAI

O evangelho proposto para este dia da Sagrada Família traz a passagem do encontro de Jesus no templo. O evangelista descreve Jesus sintonizado com o Pai e, como qualquer jovem, vivendo sua humanidade, condição na qual manifesta sua filiação divina. 

Lucas apresenta Jesus cultivando, desde a adolescência, especial relação com Deus. No episódio de hoje, interrogado pela mãe, o menino responde que deve se preocupar com as coisas do seu Pai. Seguir a vontade de Deus pode significar ir além dos limitados horizontes da família, da cidade ou até da própria nação. Jesus volta com sua família e convive com ela até o dia em que assumirá sua missão profética e missionária.

Ao celebrar a Família de Nazaré – Jesus, Maria e José –, a Igreja nos convida a celebrar nossas famílias e mostrar que também elas são santas e sagradas. A Família de Nazaré nos é proposta como modelo a ser seguido pelas nossas. O papa Francisco nos diz que “a grande missão da família é dar lugar a Jesus que vem, acolhê-lo na família, na pessoa dos filhos, do marido, da esposa, dos avós. Jesus está ali. Acolhê-lo ali, para que cresça espiritualmente naquela família”.

Rezemos a oração do papa Francisco pelas famílias:

“Jesus, Maria e José, em vós contemplamos o esplendor do verdadeiro amor; confiantes, a vós nos consagramos.

Sagrada Família de Nazaré, tornai também as nossas famílias lugares de comunhão e cenáculos de oração, autênticas escolas do evangelho e pequenas igrejas domésticas.

Sagrada Família de Nazaré, que nunca mais haja nas famílias episódios de violência, de fechamento e divisão; e quem tiver sido ferido ou escandalizado seja rapidamente consolado e curado.

Sagrada Família de Nazaré, fazei que todos nos tornemos conscientes do caráter sagrado e inviolável da família, da sua beleza no projeto de Deus.

Jesus, Maria e José, ouvi-nos e acolhei a nossa súplica. Amém”.

Pe. Nilo Luza, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar