O Domingo
29 de julho: 17º Domingo do Tempo Comum

Indicar a um amigo:





COMIDA PARA QUEM TEM FOME

O capítulo 6 do Evangelho de João se inicia com o “quarto sinal” (partilha do pão) realizado por Jesus. O evangelista não fala em “milagre”, mas em “sinal”. Lido como “sinal”, o fato ensina a ir além da realidade descrita, para a descoberta de algo mais profundo. A seguir, o autor narrará o “quinto sinal” (Jesus anda sobre a água) e, logo após, um longo discurso sobre o “pão da vida”.

As cenas do capítulo 6 de João acontecem à margem do lago de Tiberíades. São como que uma síntese de toda a atividade de Jesus na Galileia: a multiplicação do pão, a caminhada sobre o mar, o discurso sobre o pão da vida, a crise dos discípulos.

O episódio da partilha do pão aponta para uma triste realidade daquele tempo: a fome que assolava o povo. Tanto que o relato é repetido seis vezes nos evangelhos. Segundo o autor, era próximo da Páscoa, a festa dos judeus. Enquanto o povo em geral se dirige a Jerusalém, Jesus e os seus admiradores afastam-se de lá e vão para território pagão (do outro lado do mar da Galileia).

Erguendo os olhos, Jesus viu a grande multidão que o cercava e questionou como alimentar tanta gente. André apresenta um jovem que tem cinco pães e dois peixes. Após as pessoas se sentarem, Jesus toma os pães e os peixes, dá graças e os distribui. Todos ficam satisfeitos e ainda sobra.

É importante destacar os gestos significativos desse relato: organizar o povo, partilhar o que há e evitar o desperdício. Três gestos fundamentais para acabar com a fome no mundo ou pelo menos amenizá-la.

Vivemos tempos sombrios: desemprego elevado, trazendo miséria e fome; contenção de despesas com saúde e educação, provocando ainda maior deterioração desses serviços fundamentais para a gente mais necessitada; achatamento de salários dos mais vulneráveis; desvio de recursos para fins escusos…

Com base nas indicações desse evangelho, o que está ao nosso alcance fazer para começar a mudar essa situação?

Pe. Nilo Luza, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar