O Domingo
27 de julho: 17º Domingo do Tempo Comum

Indicar a um amigo:





O SEGREDO DO CRISTÃO

É bom lembrar: existe um segredo na vida cristã. Com ele convivemos e o carregamos em nosso peito a partir do batismo. É nele que estão as raízes que alimentam nossa alegria e nossa coragem para viver e lutar.

O reino de Deus que Jesus nos prometeu: esse é nosso segredo e também nossa bandeira. Por ele estamos dispostos a “vender tudo” e sacrificar tudo, até a própria vida.

É possível que, aos olhos dos insensatos, esse reino não passe de grande ilusão e essa bandeira não passe de trapo velho e rasgado. Mas constitui certeza vital para quem tem fé na palavra de Jesus.

O reino futuro não começa amanhã. Começa hoje, à medida que nos tornamos pobres para merecê-lo e decidimos lutar em favor da justiça divina. Ele não é realidade dissociada da vida presente. Quem nele pretende entrar não pode se dispensar da luta nem fugir deste mundo.

“Vender tudo” não significa entregar as armas, abandonar o trabalho e fugir para um deserto de tranquilidade. Significa oferecer a vida para defender a bandeira que nos foi entregue. Significa lutar mais a fim de contribuir para a construção desse reino e apressar a sua vinda e a sua plenitude.

Se a realidade do reino é o segredo do cristão, isso não significa que tenha de ficar escondido aos olhos do mundo. Todavia, tal como se verifica no domínio da fé e da esperança, ele é realidade discreta. Não é o caso de cantar suas belezas de forma espalhafatosa nem de tocar trombeta em praça pública para convencer o pessoal a comprá-lo.

Cumpre-nos falar do reino com discrição e sempre com medo de que nossas palavras acabem comprometendo sua beleza e valor. É preferível que cada um de nós o descubra por si mesmo no cantinho do coração, guardado como um segredo de amor.

Pe. Virgílio, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar