O Domingo
21 de Julho: 16º do Tempo Comum

Indicar a um amigo:





SENTAR AOS PÉS DO MESTRE

Em sua viagem a Jerusalém, Jesus se hospeda na casa de duas irmãs. A anfitriã, Marta, recebe-o em sua casa, e Maria o escuta, sentada aos seus pés. As atitudes de Marta e Maria são surpreendentes para a época.

Essa cena do evangelho precisa ser vista para além da simples divisão de tarefas – religiosas e profanas – e da preocupação de descobrir qual é a mais importante. Jesus não contrapõe vida ativa a vida contemplativa. Trata-se, na verdade, de duas atitudes que nos mostram o modo de nos relacionarmos com o Mestre.

Somos convidados a acolhê-lo, como fez Marta. A hospitalidade e a acolhida são temas fortes na liturgia da Palavra deste dia. A Bíblia apresenta os judeus como um povo acolhedor. Aliás, a acolhida fazia parte de suas normas.

Hoje, mais do que nunca, o “ativismo” está na moda. A correria e o frenesi em torno dos celulares e de outras tecnologias, por exemplo, impedem as pessoas de sentar e acolher calmamente a Palavra. Jesus censura Marta não por ela estar atarefada com as coisas da casa, mas porque quer tirar Maria da escuta.

Acolher Jesus é importante, mas mais importante é ouvir o que ele diz, escutar com atenção seu ensinamento. São numerosos os que gritam o nome de Jesus daqui e dali, mas poucos estão efetivamente dispostos a viver o que ele propõe. Muitos se consideram cristãos, mas não são coerentes com a prática que o Mestre ensinou.

Maria escolheu a boa (tradução possível) parte, e esta não lhe será tirada. A escuta da Palavra de Jesus não nos tira da ação, mas, ao contrário, orienta-nos para as boas escolhas que podemos fazer. É fundamental reservar momentos de parada e de descanso para lembrar as “coisas importantes” da vida.

Cada um de nós tem um pouco de Marta e um pouco de Maria. As ações e gestos que realizamos, nossa prática, precisam ser iluminados pela Palavra de Deus. Para isso, cabe-nos adotar uma atitude de acolhida do Mestre e de escuta da sua Palavra.

Pe. Nilo Luza, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar