O Domingo
18 de fevereiro: 1º Domingo da Quaresma

Indicar a um amigo:





DEIXAR-SE CONDUZIR

O primeiro domingo da Quaresma apresenta o início da pregação de Jesus, na Galileia. Antes de iniciar sua missão pública, Jesus é batizado por João e passa quarenta dias no deserto, sendo tentado por satanás.

Satanás representa todas as forças contrárias ao projeto que Jesus vem realizar. Os projetos contrários ao projeto de Deus são tentadores, com promessas maravilhosas pelo menor esforço.

O Filho de Deus deixou-se conduzir pelo Espírito Santo, mostrando-nos que ser filho de Deus é deixar-se conduzir pelo Espírito de Deus. De fato, o que Jesus vem inaugurar é o Reino de seu Pai. E, sendo acompanhado pelo Pai, ele supera todas as tentações e leva adiante sua missão. Uma missão difícil, de enfrentamento dos poderes que tiravam a liberdade e produziam a morte. E não é simples coincidência que Jesus comece sua pregação exatamente depois da prisão de João Batista.

A Boa Notícia que Jesus proclama é que o tempo se cumpriu. Não é mais tempo de esperar. É tempo de agir. O Messias esperado já veio: é o próprio Jesus, inaugurando o reinado de Deus no mundo.

Para ingressar nesse Reino, as palavras de Jesus são claras: “Convertei-vos e crede no evangelho”. Converter-se é mudar de caminho, reconhecer que tantas estradas levam para longe do projeto de Deus. Converter-se é mudar de mentalidade, passar a ver as pessoas, as relações e o mundo com o olhar do Deus de Jesus. Acreditar no evangelho é entregar-se confiante à Boa Notícia de Deus, a qual Jesus vem comunicar e fazer acontecer.

Os quarenta dias de Jesus no deserto abrem nossa caminhada quaresmal: é este o tempo certo para seguir os passos dele. Somos filhos de Deus e queremos deixar-nos guiar pelo Espírito de Deus. Este “deserto” da Quaresma seja ocasião privilegiada para que, na oração, continuemos a abrir o coração a Deus e aos irmãos. O Senhor nos acompanha e nos dá forças para vencer as tentações do poder, do prestígio e das riquezas; para fazer acontecer, hoje, as ações do Reino.

Paulo Bazaglia, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar