O Domingo
13 de maio: Ascensão do Senhor

Indicar a um amigo:





A NOTÍCIA QUE LIBERTA

“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o evangelho a toda criatura” (Mc
16,15) é o mandato que Jesus ressuscitado dá aos seus discípulos. Eles recebem o desafio de proclamar a “Boa Notícia”, inspirada em tudo o que haviam visto e ouvido diretamente do Mestre. Detalhe importante é que tal anúncio, que contém a verdade que liberta, é acompanhado de sinais visíveis. Não se trata de somente repetir as palavras de Jesus, mas também de transformar os seus ensinamentos em gestos concretos de amor, fraternidade, misericórdia, partilha, justiça e paz.

Nessa perspectiva podemos compreender o tema que o papa Francisco escolheu para, neste domingo da Ascensão do Senhor, celebrar o 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais: “A verdade vos tornará livres (Jo 8,32). Notícias falsas e jornalismo de paz”. De fato, na nossa sociedade tem crescido a difusão de notícias falsas ou “fake news”, isto é, informações infundadas que contribuem para gerar mal-entendidos, conflitos e até divisões entre as pessoas.

As notícias falsas têm encontrado na internet um canal de divulgação privilegiado, porém não são um fenômeno novo. São uma prática já há tempos presente também em jornais, revistas e emissoras de rádio e de televisão que, quando lhes convém, propagam informações falsas com o objetivo de defender seus interesses. Com as redes, essa possibilidade aumentou, pela facilidade com que, por meio delas, qualquer pessoa consegue criar ou retransmitir notícias.

A mensagem do papa Francisco nos motiva a estar atentos a essa realidade e, à luz do evangelho, colaborar na promoção e publicação de notícias que transmitam a verdade – principalmente quando se trata do jornalismo profissional – e, portanto, estimulem a compreensão entre as pessoas e a paz. Essa é uma atitude concreta que convém assumir para seguir Jesus, hoje, numa cultura em que a comunicação se tornou um dos elementos fundamentais para a qualidade de vida.

Pe. Valdir José de Castro, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar