O Domingo
12 de outubro: Nossa Senhora Aparecida

Indicar a um amigo:





MARIA: MÃE DO POVO BRASILEIRO

A mãe de Jesus está presente numa festa de casamento em Caná da Galileia. Não é dito que ela foi convidada como Jesus e os discípulos – mas está presente. Poderíamos talvez pensar que foi auxiliar as famílias dos noivos na organização da festa. Por outro lado, mais importante do que investigar minúcias relativas a esse casamento é compreender a mensagem que o evangelista quis nos deixar por meio do seu relato.

Nele Jesus realiza o primeiro sinal apresentado pelo Evangelho de João, dando início à manifestação da sua glória. Maria, além de interceder em favor dos convidados, convida-nos a fazer tudo o que seu filho diz e ensina. Ela revela ao filho uma situação de carência: a falta de vinho. Auxiliado por aqueles que estão servindo, o Mestre “assume e ultrapassa as tradições da religião de Israel, oferecendo vinho novo de novas relações com Deus” (Bíblia Pastoral).

Esse episódio situa-se no sexto dia, o que lembra o dia da criação da
humanidade. Podemos entender, portanto, que o evangelista propõe ressaltar a nova humanidade que nasce com base na prática de Jesus. A festa de casamento anuncia a formação de nova comunidade: de uma vida sem sentido (talhas de pedra frias e vazias), passa-se a viver a experiência do amor de Deus, amor que produz vida plena e cheia de alegria (vinho bom).

A Igreja no Brasil celebra hoje Nossa Senhora Aparecida, padroeira de nosso país. A exemplo do que fez nas bodas de Caná, Maria continua intercedendo pelo povo brasileiro. Como grande acolhedora da palavra de seu filho, convida-nos a segui-lo e viver tudo o que ele ensinou e viveu. Assim é possível, também hoje, construirmos comunidades novas, nas quais se vivem o amor, a alegria, a solidariedade e a fraternidade.

A Igreja tem sempre os olhos voltados para aquela que gerou o Filho de Deus. Dela busca aprender continuamente, para, pela ação do Espírito Santo, fazer nascer Cristo no coração do povo e de cada fiel. Permaneçamos unidos à escolha de Maria e, com ela, acolhamos e cumpramos os desejos de Jesus.

Pe. Nilo Luza, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar