O Domingo
12 de maio: 4º Domingo da Páscoa

Indicar a um amigo:





SEGUIR A VOZ DO BOM PASTOR

O quarto domingo da Páscoa, nos três anos do ciclo litúrgico, apresenta o capítulo 10 do Evangelho de João. É o capítulo do “bom pastor”. Jesus se encontra no templo de Jerusalém por ocasião da festa da Dedicação (ou Purificação). Essa festa lembra a purificação do templo realizada pelos Macabeus, depois de ter sido profanado pela introdução da estátua do deus grego, Zeus.

Os judeus querem saber se Jesus é realmente o Messias esperado. Jesus responde que suas obras revelam quem ele é; mas eles não entendem, porque não fazem parte do seu rebanho. Minhas ovelhas, diz o Mestre, ouvem minha voz e me seguem.

Jesus conhece seus seguidores e por eles dá a vida. Sua vida foi constante demonstração de amor e dedicação em favor dos outros, principalmente dos mais vulneráveis. Ele é dono da própria vida, a dá livremente e ninguém a tira dele.

Somos convidados a nos deixarmos conduzir por Jesus, o Pastor por excelência. Seguindo-o, alcançaremos a fonte de vida verdadeira, que jamais terá fim. 

Os discípulos de Jesus escutam sua voz e o seguem. Dois verbos que cada seguidor e cada comunidade são insistentemente chamados a reconsiderar: escutar e seguir. Depois de escutar e entender a voz do Mestre, desacomodar-nos e segui-lo. Não nos é facultado ficar indiferentes.

Em suma, não basta apenas ouvi-lo, é necessário seguir os passos do Mestre. Seguir seus passos significa viver como ele viveu; insurgir-se contra a violência, a injustiça, a intolerância e o ódio; defender os pobres e desejar-lhes vida melhor; estar próximos das ovelhas mais fragilizadas do rebanho.

É relevante a metáfora das ovelhas usada por Jesus para falar dos seus seguidores. Além de elas conhecerem seu pastor, vivem coletivamente e andam em grupos. Tal imagem nos convida a olhar também para os outros, evitando pensar apenas em nós mesmos. Propõe-nos romper com o individualismo doentio que nos escraviza, a fim de elevarmos o nosso olhar para mais longe, onde reside o próximo.

Pe. Nilo Luza, ssp


O Domingo

É um periódico que tem a missão de colaborar na animação das comunidades cristãs em seus momentos de celebração eucarística. Ele é composto pelas leituras litúrgicas de cada domingo, uma proposta de oração eucarística, cantos próprios e adequados para cada parte da missa e duas colunas, uma reflete sobre o evangelho do dia e a outra sobre temas relacionados à vida da Igreja.

Assinar