O Domingo – Palavra
9 de setembro: 23º Domingo do Tempo Comum

Indicar a um amigo:





CURAI-NOS, SENHOR

Não é difícil ter admiração ou nos deixarmos impressionar pelas boas atitudes de Jesus. Exemplo disso nos apresenta o evangelho de hoje, no qual muitos ficam impressionados ao ver o Senhor curando um homem surdo que falava com dificuldade. “Efatá!”, que quer dizer “abre-te!”, foi a palavra usada por Jesus para manifestar o seu desejo de ver aquele homem curado da surdez e de todas as suas incapacidades e de fazer surgir dali uma pessoa nova, que pudesse se abrir para nova realidade.

É importante ressaltar que a cura da surdez realizada por Jesus vai além do simples restabelecimento da audição e da fala, mas indica que todos podemos abrir os ouvidos para escutá-lo e deixar sua mensagem nos penetrar o mais íntimo do coração. Da mesma forma que aquele homem teve a vida transformada, também nós, por meio da Palavra do evangelho, podemos ser renovados e transformados por inteiro.

Se nossos ouvidos não estiverem abertos para ouvir o Senhor, é possível que a sua Palavra passe por nós despercebida e, assim, não sejamos capazes de alcançar todas as coisas boas que ele quer realizar em nós. Ouvir não é só escutar, mas é permitir que a Palavra de Deus, ao ecoar nos nossos ouvidos, ressoe dentro de nós e se transforme em sinal de salvação.

São muitas as pessoas e realidades da nossa sociedade com os ouvidos fechados à Palavra e, deste modo, incapazes de se deixar transformar por ela. Às vezes até fingem escutar, mas esquecem que essa escuta fingida não tem sentido dentro do projeto de salvação proposto por Jesus. A Palavra de Deus não é instrumento para atender a interesses pessoais, mas é dom para ser posto em prática conforme a vontade divina.

Conscientes da ação transformadora da Palavra, que deseja curar mulheres e homens, transformando-nos em novas criaturas, peçamos ao Senhor que venha curar nossa surdez e abra nossa boca para que não sejamos indiferentes às realidades de injustiça que se alastram por toda parte em nosso meio.

Pe. José Erivaldo Dantas, ssp


O Domingo – Palavra

O objetivo deste periódico é celebrar a presença de Deus na caminhada do povo e servir às comunidades eclesiais na preparação e realização da Liturgia da Palavra. Ele contém as leituras litúrgicas de cada domingo, proposta de reflexão, cantos do Hinário litúrgico da CNBB e um artigo que trata da liturgia do dia ou de algum acontecimento eclesial.

Assinar