Dia 30 – SEGUNDA-FEIRA | Paulus Editora

Liturgia Diária
Dia 30 – SEGUNDA-FEIRA

Indicar a um amigo:





SÃO JERÔNIMO

PRESBÍTERO E DOUTOR

(branco – ofício da memória)

Que as palavras da Escritura estejam sempre em teus lábios, para que, meditando-as dia e noite, te esforces para realizar tudo aquilo que ensinam, e terá sentido e valor a tua vida (Js 1,8).

Jerônimo nasceu na Dalmácia, numa região da atual Croácia, em 342 e faleceu em Belém, na Palestina, no ano 420. Possuidor de vastíssima cultura literária e bíblica, atendeu ao pedido do papa Dâmaso para que preparasse a Bíblia em latim. Homem dinâmico e de piedade profunda, viveu os últimos 35 anos na oração, na penitência e no estudo da Palavra de Deus. Celebrando sua memória e finalizando o mês dedicado à Bíblia, peçamos ao Senhor a graça de, a exemplo desse santo, mergulhar profundamente no estudo das Sagradas Escrituras.

Primeira Leitura: Zacarias 8,1-8

Leitura da profecia de Zacarias – 1A palavra do Senhor dos exércitos foi manifestada nos seguintes termos: 2“Isto diz o Senhor dos exércitos: tomei-me de forte ciúme por Sião, consumo-me de zelo ciumento por ela. 3Isto diz o Senhor: voltei a Sião e habitarei no meio de Jerusalém; Jerusalém será chamada Cidade Fiel, e o monte do Senhor dos exércitos, Monte Santo. 4Isto diz o Senhor dos exércitos: velhos e velhas ainda se sentarão nas praças de Jerusalém, cada qual com seu bastão na mão devido à idade avançada; 5as praças da cidade se encherão de meninos e meninas a brincar em suas praças. 6Isto diz o Senhor dos exércitos: se tais cenas parecerem difíceis aos olhos do resto do povo, naqueles dias, acaso serão também difíceis aos meus olhos? – diz o Senhor dos exércitos. 7Isto diz o Senhor dos exércitos: eis que eu vou salvar o meu povo da terra do oriente e da terra do pôr do sol; 8eu os conduzirei, e eles habitarão no meio de Jerusalém; serão meu povo e eu serei seu Deus, em verdade e com justiça”. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 101(102)

O Senhor edificou Jerusalém / e apareceu na sua glória!

  1. As nações respeitarão o vosso nome, / e os reis de toda a terra, a vossa glória; / quando o Senhor reconstruir Jerusalém / e aparecer com gloriosa majestade, / ele ouvirá a oração dos oprimidos / e não desprezará a sua prece. – R.
  2. Para as futuras gerações se escreva isto, / e um povo novo a ser criado louve a Deus. / Ele inclinou-se de seu templo nas alturas, / e o Senhor olhou a terra do alto céu, / para os gemidos dos cativos escutar / e da morte libertar os condenados. – R.
  3. Assim também a geração dos vossos servos terá casa e viverá em segurança, / e ante vós se firmará sua descendência. / Para que cantem o seu nome em Sião / e louve ao Senhor Jerusalém / quando os povos e as nações se reunirem / e todos os impérios o servirem. – R.
Evangelho: Lucas 9,46-50

Aleluia, aleluia, aleluia.

Veio o Filho do homem, a fim de servir / e dar sua vida em resgate por muitos (Mc 10,45). – R.

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, 46houve entre os discípulos uma discussão para saber qual deles seria o maior. 47Jesus sabia o que estavam pensando. Pegou então uma criança, colocou-a junto de si 48e disse-lhes: “Quem receber esta criança em meu nome estará recebendo a mim. E quem me receber estará recebendo aquele que me enviou. Pois aquele que entre todos vós for o menor, esse é o maior”. 49João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em teu nome. Mas nós lho proibimos, porque não anda conosco”. 50Jesus disse-lhe: “Não o proibais, pois quem não está contra vós está a vosso favor”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Jesus acabara de apresentar aos discípulos o segundo anúncio de sua paixão. Mas eles não entenderam que, na qualidade de discípulos, deveriam seguir o mesmo caminho do Mestre. Jesus se abaixa. Os discípulos querem se elevar. Por isso, fazem entre si um bate-boca sobre qual deles seria o maior. Estão longe de compreender o espírito da novidade que Jesus vem introduzir nas relações humanas. Quem é o maior? O menor. Para ilustrar seu ensinamento, Jesus dá destaque a uma criança, colocando-a do seu lado. Com isso revela o sentido de toda a sua obra: a verdadeira grandeza está na humildade. Na sequência, Jesus previne seus discípulos contra a tentação do fanatismo. Para Jesus, não é necessário que alguém pertença oficialmente a seu grupo para ter o direito de agir em seu nome. Ninguém tem o monopólio do bem.

(Dia a dia com o Evangelho 2019 - Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)


Liturgia Diária

É um subsídio mensal que contempla toda a caminhada litúrgica de cada mês. Apresenta ao leitor algumas opções de orações eucarísticas, um breve comentário dos santos e das leituras de cada dia, uma variada opção de cantos, além de trazer, a cada domingo, uma opção de círculo bíblico.

Assinar