Liturgia Diária
DIA 18 – SEGUNDA-FEIRA

Indicar a um amigo:





6ª SEMANA COMUM

(verde – ofício do dia)

Sede o rochedo que me abriga, a casa bem defendida que me salva. Sois minha fortaleza e minha rocha; para honra do vosso nome, vós me conduzis e alimentais (Sl 30,3s).

Tomado pela inveja, Caim mata seu irmão, Abel. Com más intenções, os fariseus põem Jesus à prova. O Senhor purifique nosso coração a fim de que lhe ofereçamos um sacrifício agradável.

Primeira Leitura: Gênesis 4,1-15.25

Leitura do livro do Gênesis – 1Adão conheceu Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz Caim, dizendo: “Gerei um homem com a ajuda do Senhor”. 2E deu também à luz Abel, irmão de Caim. Abel foi pastor de ovelhas e Caim, agricultor. 3Aconteceu, tempos depois, que Caim ofereceu frutos da terra como sacrifício ao Senhor 4e Abel ofereceu primogênitos do seu rebanho, com sua gordura. O Senhor olhou para Abel e sua oferenda, 5mas para Caim e sua oferenda não olhou. Caim encheu-se de cólera, e seu rosto tornou-se abatido. 6Então o Senhor perguntou a Caim: “Por que estás cheio de cólera e andas com o rosto abatido? 7É verdade que, se fizeres o bem, andarás de cabeça erguida; mas se fizeres o mal, o pecado estará à porta, espreitando-te. Tu, porém, poderás dominá-lo”. 8Caim disse a seu irmão, Abel: “Vamos ao campo”. Logo que chegaram ao campo, Caim atirou-se sobre o seu irmão, Abel, e matou-o. 9E o Senhor perguntou a Caim: “Onde está o teu irmão Abel?” Ele respondeu: “Não sei. Acaso sou o guarda do meu irmão?” 10O Senhor lhe disse: “Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão está clamando por mim da terra. 11Agora, pois, serás amaldiçoado pela terra que abriu a boca para receber das tuas mãos o sangue do teu irmão! 12Quando tu a cultivares, ela te negará seus frutos. E serás um fugitivo, vagando sobre a terra”. 13Caim disse ao Senhor: “Meu castigo é grande demais para que eu o possa suportar. 14Se, hoje, me expulsas desta terra, devo esconder-me de ti, tornando-me um fugitivo a vaguear sobre a terra; qualquer um que me encontrar me matará”. 15E o Senhor lhe disse: “Não! Mas aquele que matar Caim será punido sete vezes!” O Senhor pôs, então, um sinal em Caim, para que ninguém, ao encontrá-lo, o matasse. 25Adão conheceu de novo sua mulher. Ela deu à luz um filho, a quem chamou Set, dizendo: “O Senhor deu-me um outro descendente no lugar de Abel, que Caim matou”. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 49(50)

Imola a Deus um sacrifício de louvor!

  1. Falou o Senhor Deus, chamou a terra, / do sol nascente ao sol poente a convocou. / Eu não venho censurar teus sacrifícios, / pois sempre estão perante mim teus holocaustos. – R.
  2. “Como ousas repetir os meus preceitos / e trazer minha aliança em tua boca? / Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos / e deste as costas às palavras dos meus lábios! – R.
  3. Assentado, difamavas teu irmão / e ao filho de tua mãe injuriavas. / Diante disso que fizeste, eu calarei? / Acaso pensas que eu sou igual a ti? / É disso que te acuso e repreendo / e manifesto essas coisas aos teus olhos.” – R.
Evangelho: Marcos 8,11-13

Aleluia, aleluia, aleluia.

Sou o caminho, a verdade e a vida, / ninguém vem ao Pai, senão por mim (Jo 14,6). – R.

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos – Naquele tempo, 11os fariseus vieram e começaram a discutir com Jesus. E, para pô-lo à prova, pediam-lhe um sinal do céu. 12Mas Jesus deu um suspiro profundo e disse: “Por que esta gente pede um sinal? Em verdade vos digo, a esta gente não será dado nenhum sinal”. 13E, deixando-os, Jesus entrou de novo na barca e se dirigiu para a outra margem. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Os fariseus, conhecidos por sua rigorosa observância da Lei, em geral não aceitam os ensinamentos de Jesus nem seu modo de agir. Em vários episódios, eles se unem aos doutores da Lei para porem Jesus à prova, e se possível fazê-lo cair na armadilha. Não obstante todas as obras maravilhosas realizadas por Jesus no meio do povo, os fariseus lhe pedem um sinal do céu, algo mais extraordinário do que estão vendo. Jesus simplesmente se recusa a dar espetáculo gratuito. Não busca o aplauso das pessoas, mas a conversão delas. Realizando as obras que o Pai o encarregou de fazer, Jesus quer atingir os corações humanos e levá-los ao caminho da vida e da liberdade. Não encontrando aqui terreno fértil para sua mensagem, retira-se de barco para outro lugar, em busca de pessoas com melhores disposições.

(Dia a dia com o Evangelho 2019 – Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)


Liturgia Diária

É um subsídio mensal que contempla toda a caminhada litúrgica de cada mês. Apresenta ao leitor algumas opções de orações eucarísticas, um breve comentário dos santos e das leituras de cada dia, uma variada opção de cantos, além de trazer, a cada domingo, uma opção de círculo bíblico.

Assinar