Liturgia Diária
DIA 18 – QUINTA-FEIRA

Indicar a um amigo:





15ª SEMANA COMUM

(verde – ofício do dia)

Contemplarei, justificado, a vossa face; e serei saciado quando se manifestar a vossa glória (Sl 16,15).

Deus é “aquele que é” junto aos que sofrem; é manso e humilde no meio dos pequenos; é o que alivia o fardo dos fracos e necessitados. A seu exemplo, sejamos também nós mansos e humildes de coração.

Primeira Leitura: Êxodo 3,13-20

Leitura do livro do Êxodo – Naqueles dias, ouvindo a voz do Senhor do meio da sarça, 13Moisés disse a Deus: “Sim, eu irei aos filhos de Israel e lhes direi: ‘O Deus de vossos pais enviou-me a vós’. Mas, se eles perguntarem: ‘Qual é o seu nome?’, o que lhes devo responder?” 14Deus disse a Moisés: “Eu sou aquele que sou”. E acrescentou: “Assim responderás aos filhos de Israel: ‘Eu sou enviou-me a vós’”. 15E Deus disse ainda a Moisés: “Assim dirás aos filhos de Israel: ‘O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó, enviou-me a vós’. Esse é o meu nome para sempre, e assim serei lembrado de geração em geração. 16Vai, reúne os anciãos de Israel e dize-lhes: ‘O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó, apareceu-me, dizendo: Eu vos visitei e vi tudo o que vos sucede no Egito. 17E decidi tirar-vos da opressão do Egito e conduzir-vos à terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos eveus e dos jebuseus, a uma terra onde corre leite e mel’. 18Eles te escutarão e tu, com os anciãos de Israel, irás ao rei do Egito e lhe direis: ‘O Senhor, o Deus dos hebreus, veio ao nosso encontro. E agora temos que ir, a três dias de marcha no deserto, para oferecermos sacrifícios ao Senhor nosso Deus’. 19Eu sei, no entanto, que o rei do Egito não vos deixará partir se não for obrigado por mão forte. 20Por isso, estenderei minha mão e castigarei o Egito com toda sorte de prodígios que vou realizar no meio deles. Depois disso, o rei do Egito vos deixará partir”. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 104(105)

O Senhor se lembra sempre da aliança.

  1. Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, / anunciai entre as nações seus grandes feitos! / Lembrai as maravilhas que ele fez, / seus prodígios e as palavras de seus lábios! – R.
  2. Ele sempre se recorda da aliança, / promulgada a incontáveis gerações; / da aliança que ele fez com Abraão / e do seu santo juramento a Isaac. – R.
  3. Deus deu um grande crescimento a seu povo / e o fez mais forte que os próprios opressores. / Ele mudou seus corações para odiá-lo, / e trataram com má-fé seus servidores. – R.
  4. Então mandou Moisés, seu mensageiro, / e igualmente Aarão, seu escolhido; / por meio deles realizou muitos prodígios / e, na terra do Egito, maravilhas. – R.
Evangelho: Mateus 11,28-30

Aleluia, aleluia, aleluia.

Vinde a mim, todos vós que estais cansados, / e descanso eu vos darei, diz o Senhor (Mt 11,28). – R.

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus – Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: 28“Vinde a mim, todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. 29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Um olhar panorâmico sobre o mundo nos mostrará imensa multidão de gente sofredora. Boa parte do sofrimento é causada por governos opressores, dirigentes intolerantes com as religiões, má distribuição de renda, miséria. A prática do aborto, o tráfico de pessoas, o uso desenfreado e irresponsável do sexo, a não aceitação de Deus na própria vida, tudo isso concorre para sufocar a humanidade e envolvê-la na tristeza e na infelicidade. Jesus vem mostrar outro caminho. Ele pessoalmente se dispõe a conduzir os que ouvem sua voz e decidem segui-lo. Ele é manso e humilde, é nosso ombro amigo e conforto para os momentos de angústia, saída certa quando estamos desorientados. Seu coração permanece generosamente aberto para todos: “Venham a mim todos vocês que andam cansados…”.

(Dia a dia com o Evangelho 2019 - Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)


Liturgia Diária

É um subsídio mensal que contempla toda a caminhada litúrgica de cada mês. Apresenta ao leitor algumas opções de orações eucarísticas, um breve comentário dos santos e das leituras de cada dia, uma variada opção de cantos, além de trazer, a cada domingo, uma opção de círculo bíblico.

Assinar