Liturgia Diária
DIA 13 – DOMINGO

Indicar a um amigo:





BATISMO DO SENHOR

(branco – ofício da festa)

Batizado o Senhor, os céus se abriram e o Espírito Santo pairou sobre ele sob forma de pomba. E a voz do Pai se fez ouvir: Este é o meu Filho muito amado, nele está todo o meu amor! (Mt 3,16s)
Concluímos o tempo do Natal reunindo-nos para a celebração da festa do Batismo do Senhor, aquele que é mais forte do que João Batista. Ao buscar o batismo, Jesus se solidariza com todo o povo. Ungido pelo Espírito, assume publicamente a missão evangelizadora, como Filho amado do Pai, e nos chama a participar de sua obra.

Primeira Leitura: Isaías 42,1-4.6-7

Leitura do livro do profeta Isaías – Assim fala o Senhor: 1“Eis o meu servo – eu o recebo; eis o meu eleito – nele se compraz minha alma; pus meu espírito sobre ele, ele promoverá o julgamento das nações. 2Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. 3Não quebra uma cana rachada nem apaga um pavio que ainda fumega, mas promoverá o julgamento para obter a verdade. 4Não esmorecerá nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra; os países distantes esperam seus ensinamentos. 6Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te constituí como o centro de aliança do povo, luz das nações, 7para abrires os olhos dos cegos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere os que vivem nas trevas”. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 28(29)

Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!

  1. Filhos de Deus, tributai ao Senhor, / tributai-lhe a glória e o poder! / Dai-lhe a glória devida ao seu nome, / adorai-o com santo ornamento! – R.
  2. Eis a voz do Senhor sobre as águas, / sua voz sobre as águas imensas! / Eis a voz do Senhor com poder! / Eis a voz do Senhor majestosa. – R.
  3. Sua voz no trovão reboando! / No seu templo os fiéis bradam: “Glória!” / É o Senhor que domina os dilúvios, / o Senhor reinará para sempre! – R.
Segunda Leitura: Atos 10,34-38

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 34Pedro tomou a palavra e disse: “De fato, estou compreendendo que Deus não faz distinção entre as pessoas. 35Pelo contrário, ele aceita quem o teme e pratica a justiça, qualquer que seja a nação a que pertença. 36Deus enviou sua palavra aos israelitas e lhes anunciou a boa-nova da paz por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos. 37Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judeia, a começar pela Galileia, depois do batismo pregado por João: 38como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder. Ele andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio, porque Deus estava com ele”. – Palavra do Senhor.

Evangelho: Lucas 3,15-16.21-22

Aleluia, aleluia, aleluia.

Abriram-se os céus e fez-se ouvir a voz do Pai: / Eis meu Filho muito amado; escutai-o, todos vós! (Mc 9,7) – R.

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, 15o povo estava na expectativa e todos se perguntavam no seu íntimo se João não seria o Messias. 16Por isso, João declarou a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo”. 21Quando todo o povo estava sendo batizado, Jesus também recebeu o batismo. E, enquanto rezava, o céu se abriu 22e o Espírito Santo desceu sobre Jesus em forma visível, como pomba. E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu benquerer”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

O povo estava na expectativa pela vinda de um libertador e buscava o batismo ministrado por João no rio Jordão. Pairava uma dúvida na cabeça do povo: seria o Batista o Messias tão esperado que viria libertá-lo? João responde dizendo que “alguém mais forte” está para chegar. Ele simplesmente batiza com água, sinal de purificação e de conversão, e se coloca a serviço; mas o que virá (Jesus) batizará com “espírito e fogo”, batismo de salvação (espírito) e julgamento (fogo). É o dinamismo do espírito e o fogo de Pentecostes que animam os discípulos para a vivência e o anúncio da Boa-Nova do Messias. Em seguida, o próprio Jesus se mistura ao povo e busca o batismo de João. Enquanto é batizado, o céu se abre e “uma voz do céu” proclama Jesus “Filho amado do Pai”. A festa do batismo de Jesus é ocasião propícia para refletir e renovar nosso compromisso batismal. O batismo nos integra à comunidade e nos torna comprometidos com o projeto de Jesus. Juntos, como irmãos e irmãs, vamos caminhando com o Mestre, que nos convoca a dar continuidade à sua missão. Ouvindo a voz do Pai, que se manifesta pelo seu Espírito, fortalecemos e renovamos nossa fidelidade no seguimento a Jesus.

(Dia a dia com o Evangelho 2019 – Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)


Liturgia Diária

É um subsídio mensal que contempla toda a caminhada litúrgica de cada mês. Apresenta ao leitor algumas opções de orações eucarísticas, um breve comentário dos santos e das leituras de cada dia, uma variada opção de cantos, além de trazer, a cada domingo, uma opção de círculo bíblico.

Assinar