DIA 23 – TERÇA-FEIRA | Paulus Editora

Liturgia diária das horas
DIA 23 – TERÇA-FEIRA

Indicar a um amigo:





São Policarpo, bispo e mártir

LAUDES (Manhã)

1. Hino

Ó Cristo, sol de justiça, / brilhai nas trevas da mente. / Com força e luz, reparai / a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável, / um coração penitente, / que se converta e acolha / o vosso amor paciente.

A penitência transforme / tudo o que em nós há de mal. / É bem maior que o pecado / o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia, / e tudo então refloresce. / Nós, renascidos na graça, / exultaremos em prece.

A vós, Trindade clemente, / com toda a terra adoramos, / e no perdão renovados / um canto novo cantamos.

2. Salmo 23(24) - Entrada do Senhor no templo

Ant. 1. Quem tem mãos puras e inocente coração subirá até o monte do Senhor.

Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, * / o mundo inteiro com os seres que o povoam; / – porque ele a tornou firme sobre os mares, * / e sobre as águas a mantém inabalável.

“Quem subi até o monte do Senhor, * / quem fica em sua santa habitação?” / = “Quem tem mãos puras e inocente coração, † / quem não dirige sua mente para o crime, * / nem jura falso para o dano de seu próximo.

Sobre este desce a bênção do Senhor * / e a recompensa de seu Deus e Salvador”. / – “É assim a geração dos que o procuram, * / e do Deus de Israel buscam a face”.

= “Ó portas, levantai vossos frontões! † / Elevai-vos bem mais alto, antigas portas, * / a fim de que o Rei da glória possa entrar!”

= Dizei-nos: “Quem é este Rei da glória?” † / “É o Senhor, o valoroso, o onipotente, * / o Senhor, o poderoso nas batalhas!”

= “Ó portas, levantai vossos frontões! † / Elevai-vos bem mais alto, antigas portas, * / a fim de que o Rei da glória possa entrar!”

= Dizei-nos: “Quem é este Rei da glória?” † / “O Rei da glória é o Senhor onipotente, * / o Rei da glória é o Senhor Deus do universo!”

Glória. Ant. 1. Quem tem mãos puras e inocente coração subirá até o monte do Senhor.

3. Cântico Tb 13,2-8 - Deus castiga e salva

Ant. 2. Vossas obras celebrem a Deus e exaltem o Rei sempiterno.

  Vós sois grande, Senhor, para sempre, * / e o vosso reino se estende nos séculos! / – Porque vós castigais e salvais, * / fazeis descer aos abismos da terra, / – e de nos trazeis novamente: * / de vossa mão nada pode escapar.

Vós que sois de Israel, dai-lhe graças * / e por entre as nações celebrai-o! / – O Senhor dispersou-vos na terra * / para narrardes sua glória entre os povos, / – e fa-los saber, para sempre, * / que não outro Deus além dele.

Castigou-nos por nossos pecados, * / seu amor haverá de salvar-nos. / – Compreendei o que fez para nós, * / dai-lhe graças, com todo o respeito! / – Vossas obras celebrem a Deus * / e exaltem o Rei sempiterno!

Nesta terra do meu cativeiro, * / haverei de honrá-lo e louvá-lo, / – pois mostrou o seu grande poder, * / sua glória à nação pecadora! / – Convertei-vos, enfim, pecadores, * / diante dele vivei na justiça;

e sabei que, se ele vos ama, * / também vos dará seu perdão! / – Eu desejo, de toda a minh’alma, * / alegrar-me em Deus, Rei dos céus. / – Bendizei o Senhor, seus eleitos, * / fazei festa e alegres louvai-o!

Glória. Ant. 2. Vossas obras celebrem a Deus e exaltem o Rei sempiterno.

4. Salmo 32(33) - Hino à providência de Deus

Ant. 3. Ó justos, alegrai-vos no Senhor! Aos retos fica bem glorificá-lo. †

Ó justos, alegrai-vos no Senhor! * / Aos retos fica bem glorificá-lo.

Dai graças ao Senhor ao som da harpa, * / na lira de dez cordas celebrai-o! / – Cantai para o Senhor um canto novo, * / com arte sustentai a louvação!

Pois reta é a palavra do Senhor, * / e tudo o que ele faz merece fé. / – Deus ama o direito e a justiça, * / transborda em toda a terra a sua graça.

A palavra do Senhor criou os céus, * / e o sopro de seus lábios, as estrelas. / – Como num odre junta as águas do oceano, * / e mantém no seu limite as grandes águas.

Adore ao Senhor a terra inteira, * / e o respeitem os que habitam o universo! / – Ele falou e toda a terra foi criada, * / ele ordenou e as coisas todas existiram.

O Senhor desfaz os planos das nações * / e os projetos que os povos se propõem. / = Mas os desígnios do Senhor são para sempre, † / e os pensamentos que ele traz no coração, * / de geração em geração, vão perdurar.

Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, * / e a nação que escolheu por sua herança! / – Dos altos céus o Senhor olha e observa; * / ele se inclina para olhar todos os homens.

Ele contempla do lugar onde reside * / e vê a todos os que habitam sobre a terra. / – Ele formou o coração de cada um * / e por todos os seus atos se interessa.

Um rei não vence pela força do exército, * / nem o guerreiro escapará por seu vigor. / – Não são cavalos que garantem a vitória; * / ninguém se salvará por sua força.

Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, * / e que confiam esperando em seu amor, / – para da morte libertar as suas vidas * / e alimen-los quando é tempo de penúria.

No Senhor nós esperamos confiantes, * / porque ele é nosso auxílio e proteção! / – Por isso o nosso coração se alegra nele, * / seu santo nome é nossa única esperança.

Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, * / da mesma forma que em vós nós esperamos!

Glória. Ant. 3. Ó justos, alegrai-vos no Senhor! Aos retos fica bem glorificá-lo. †

5. Leitura breve Jl 2,12-13

Voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; rasgai o coração, e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo.

6. Responsório breve

R. Curai-me, ó Deus Santo, * Pois pequei contra vós! R. Curai-me.

V. Tende piedade de mim, renovai-me! * Pois pequei. Glória ao Pai. R. Curai-me.

7. Cântico evangélico

Ant. Há oitenta e seis anos que eu sirvo a Cristo, e nunca ele fez algum mal para mim; como posso, então, maldizer o meu Rei, meu Senhor e Salvador?

Benedictus – Lc 1,68-79

O Messias e seu Precursor

– Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
– e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

– como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
– para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

– Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
– e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

= a ele nós sirvamos sem temor †
em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

= Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,

– anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados,

– pela bondade e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

– para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados
– e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Há oitenta e seis anos que eu sirvo a Cristo, e nunca ele fez algum mal para mim; como posso, então, maldizer o meu Rei, meu Senhor e Salvador?

8. Preces

Bendigamos a Cristo, que se deu a nós como pão descido do céu; e oremos, dizendo:

R. Cristo, pão da vida e remédio que nos salva, dai-nos vossa força!

SENHOR, que nos alimentais na vossa ceia eucarística, dai-nos a plena participação nos frutos do sacrifício pascal. – R.

ENSINAI-NOS a acolher vossa palavra num coração bom e reto, para darmos frutos na paciência. – R.

FAZEI que colaboremos alegremente convosco na construção do mundo, a fim de que o anúncio da paz se difunda mais eficazmente pela ação da Igreja. – R.

RECONHECEMOS, Senhor, que somos pecadores; apagai nossas culpas com a graça da vossa salvação. – R.

(intenções livres)
9. Pai nosso...
10. Oração

Ó Deus, criador de todas as coisas, que colocastes o bispo São Policarpo nas fileiras dos vossos mártires, concedei-nos, por sua intercessão, participar com ele do cálice de Cristo, e ressuscitar para a vida eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Liturgia Diária das Horas

Esse subsídio oferece a todas as pessoas a oportunidade de participar dos principais momentos de oração da Igreja: Laudes (manhã), Vésperas (tarde) e Completas (noite). Com esse periódico é também possível recitar diariamente os Hinos, Salmos, Cânticos, Leituras, Preces e Orações, louvando e meditando a Palavra de Deus em união com milhões de cristãos em todo o mundo.

Assinar