Notícias

23/09/2020

Bem- Aventurado Tiago Alberione e o encontro com Padre Pio de Pietrelcina

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





O encontro ocorreu em San Giovanni Retondo ( Itália), em 3 de Maio de 1965

“Não se preocupe com as coisas que causam preocupação, desordem e ansiedade. Apenas uma coisa é necessária: Elevar seu espírito e amar a Deus”. Padre Pio

Nesta quarta-feira (23), a Igreja celebra a memória de São Padre Pio de Pietrelcina, Francesco Forgion (nome de batismo), ou simplesmente Padre Pio, conforme conhecido pelos fiéis de diversas partes do mundo. Testemunho de fé e caridade, Padre Pio ficou conhecido por muitos cristãos, por seu exemplo de amor, vida de oração, conversão e forte confiança na proteção e misericórdia divina. Sua admiração a Nossa Senhora, a Jesus e, sua entrega à bondade de Deus, lhe rendeu a graça de receber os santos estigmas do Cristo crucificado, entre outros dons concedidos apenas para seletos místicos da Igreja.

Padre Pio nasceu em 1887 e faleceu em 1968, no convento capuchinho de San Giovanni Rotondo (Sul da Itália). O religioso dedicou meio século de sua vida, a confessar dezenas de milhares de pessoas que iam procurá-lo atraídas por sua fama de santidade e pelos inúmeros milagres e fatos extraordinários que rodearam sua vida – de modo particular os estigmas, conforme narra o autor da PAULUS José Maria Zavala na obra “Padre Pio Os milagres desconhecidos do santo dos estigmas”.

Mas qual a relação de São Padre Pio com o Bem-Aventurado Padre Tiago Alberione?  Padre Pio da Pietrelcina (1887-1968) e padre Giacomo Alberione (1884 – 1971), eram contemporâneos, viveram no mesmo período na Itália, ambos dedicavam-se a duas formas diferentes de apostolados, entregues inteiramente a duas missões distintas, mas com o mesmo objetivo: Evangelizar o maior número de pessoas para a salvação das almas, os santos tiveram poucas oportunidades de se encontrar.

Contudo, segundo o relato de Irmã Maria Lucia Ricci, madre geral das Irmãs Pias discípulas do Divino Mestre Caminho, Verdade e Vida, (1947 a 1981), este encontro aconteceu e durou apenas algumas horas, ocorreu em San Giovanni Rotondo, segunda-feira, em 3 de maio de 1965, conforme o relato:

“Em 1965 recebi uma carta do reverendo padre Angélico de Alexandria, capuchinho que já era nosso visitante apostólico em 1946. Na carta ele me pediu que rezasse ao padre Alberione para que visitasse o padre Pio para algumas comunicações. Não me atrevi a apresentar a proposta diretamente e enviei uma carta ao Primo Maestro (como era chamado o padre Alberione). Silêncio absoluto. Depois de alguns dias, o Primo Maestro desapareceu de circulação, para onde ele foi? Ficou claro que o assunto devia ser muito secreto, e pode até que no dia seguinte algum jornal publicou a fotografia do Padre Pio ao lado do padre Alberione. Os comentários foram vários, mas a verdade é que se expôs”, diz Madre Maria Lúcia Ricci.

De acordo com Irmã Maria Lucia Ricci, o assunto tratado entre os padres não foi possível saber. No entanto, o periódico “The House for Relief of Suffering”, edição de 16-31 de maio de 1965, noticiou o encontro do Bem-Aventurado Tiago Alberione,  fundador da Pia Sociedade de São Paulo, com o piedoso Padre Pio, logo ficou registrado numa foto histórica.

Além disso, outro relato que registra o encontro destes dois santos foram os detalhes descritos pela Sra. Angela Bevilacqua, cooperadora paulina, que tratou de descrever um artigo na revista quinzenal “The House for Relief of Suffering” de 16 a 29 de fevereiro de 1984, sobre os detalhes que evidenciaram o encontro entre os religiosos.  Em sua matéria, ela relata a história do hotel Santa Maria delle Grazie, que antigamente foi sua propriedade, fala de sua amizade com o Padre Tiago Alberione e a visita do mesmo, logo após a visita ao Padre Pio. “Nós acompanhamos os eventos do amor, os eventos que aconteceram naquele dia memorial. A emoção é tão grande e tal que não consigo preparar o que queria”. 

“Em seguida, Gherardo Leone, da redação da Casa Sollievo, todo animado, também me disse: Senhora, sabemos que Dom Alberione deve chegar a San Giovanni Rotondo. Eu recomendo: se você ver primeiro, por favor me avise. É o encontro de dois grandes santos, é importante ler e tirar fotos. É um encontro histórico ”. Uma felicidade imensa para minha família que foi um convidado tão importante. Depois de algumas horas ele veio, ficou apenas uma hora. Depois do encontro com o Padre Pio, seu programa mudou e ele teve que voltar a Roma à noite absolutamente. Nem mesmo visitou suas freiras (as filhas de San Paolo) em Foggia que vieram procurá-lo San Giovanni Rotondo, encontrando-se com ele na Viale Cappuccini. Depois vieram ao hotel, queriam ver o quarto onde ele tinha estado e em que cadeira tinha sentado”, relata.

Assim aconteceu este encontro histórico, entre dois santos, homens de Deus dedicados a evangelização e santificação das almas. De um lado, o Bem- Aventurado Tiago Alberione com o ardor missionário de levar o Evangelho a todos os povos, com os meios modernos de comunicação e, do outro Padre Pio de Pietrelcinadispensador incansável da misericórdia divina, ministro fiel e assíduo”, conforme descrito pelo Santo Papa Francisco.

Fonte: Site San Pio de Pietrelcina