Notícias

14/03/2018

Fórum da Campanha da Fraternidade 2018 reúne mais de 300 pessoas em Fortaleza

Por Imprensa

Indicar a um amigo:





Na última quinta-feira (8), mais de 300 pessoas, entre padres, agentes de pastoral da Arquidiocese de Fortaleza, educadores e interessados no assunto, participaram do Fórum da Campanha da Fraternidade 2018. Realizada na Faculdade Católica de Fortaleza, a ação foi feita em parceria com a PAULUS Livraria da capital cearense.

O evento, realizado de manhã e à noite, contou com a presença de representantes das Secretarias de Segurança e da Justiça do Estado do Ceará. O fórum teve como objetivo criar um espaço que favorecesse uma reflexão conjunta sobre a consciência comum que a nossa sociedade tem sobre a violência e sobre como superá-la.

A base desta reflexão será o objetivo central da Campanha da Fraternidade deste ano: assegurar o direito à paz para todas as pessoas e empenhar-se, à luz da fé, por políticas públicas e atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro da humanidade.

Para compor a banca foram convidados o Pe. Antônio Almir Magalhães de Oliveira, diretor geral da FCF (Faculdade Católica de Fortaleza), Pe. Marco Passarini, assessor da CNBB e coordenador da Pastoral Carcerária no Ceará, e o professor Dr. César Barreira, doutor em Sociologia, coordenador do Laboratório de Estudos da Violência da UFC e professor titular de Sociologia do Departamento de Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará.

A discussão sobre o tema vai de encontro com uma pesquisa, divulgada na semana passada pela organização de sociedade civil mexicana Segurança, Justiça e Paz, que aponta as cidades mais violentas do mundo, a partir de um levantamento anual feito com base nas taxas de homicídio a cada 100 mil habitantes. A reportagem, produzida pela BBC Brasil, revelou que o Brasil é o país com o maior número de cidades entre as 50 áreas urbanas mais violentas do mundo.

O ranking apontou a cidade mexicana de Los Cabos como a mais violenta do mundo, com 111,33 homicídios a cada 100 mil habitantes em 2017. Natal (RN) aparece no quarto lugar, com 102,56 homicídios por 100 mil habitantes. Há ainda outros municípios brasileiros que figuram entre os 10 primeiros do ranking, como Fortaleza (7º) e Belém (10º).