Colunistas

Música na Igreja

22/08/2016

O poder da Música Católica

Por Jake Trevisan

Indicar a um amigo:





A arte musical é um instrumento poderoso que ultrapassa todas as fronteiras da razão humana e causa efeitos insondáveis na alma. Ela pode ser utilizada para diversas finalidades além do entretenimento e, envolve por completo o ser humano através de ondas sonoras e notas musicais.

Existem ritmos musicais que representam estilos de vida, comportamento, jeito de falar, vestimentas e companhias. A música tem a força de unir pessoas por ideais de vida; é uma ferramenta de sociabilização.

A Música Católica traz em si a identidade de um povo que acredita e busca viver os ideais cristãos. A vida de Jesus Cristo é imitada e assim traduzida em canções de amor, adoração, louvor, misericórdia, consolo, liturgia, etc. São mensagens que partem do coração de quem comunga o corpo de Cristo na eucaristia, vive a mística  da espiritualidade católica, deixa-se envolver pela palavra de Deus, os sacramentos e o magistério da Igreja.

A música católica incorpora valores religiosos, culturais, sociais e através dela pode-se perceber a doutrina, a tradição e ensinamentos da Igreja presentes em cada canção. Isto dá dignidade a uma canção religiosa, a torna rica e profunda, enraizada na Palavra, mas também na experiência e história milenar da igreja e seu povo através dos séculos, pois tudo que os papas e santos deixaram a nós através dos escritos, documentos e da devoção popular, se transforma em alimento sólido e indispensável de sustentação da fé.

Sem desmerecermos qualquer outra música religiosa, mas dando identidade à MÚSICA CATÓLICA, acolhamos o poder desta canção que leva aos corações a riqueza e força desta fé vivida pelos santos que geram frutos e milagres na vida de fieis no mundo inteiro. A canção católica é fonte de uma espiritualidade madura e profunda que se move nos corações de quem a ouve, pois carrega em si a tradição, comprometimento com seus valores e dogmas.

Mas é errado ouvir músicas cristãs não católicas?

De maneira nenhuma! Pois acreditamos, sem reservas, na força do Espírito Santo que sopra onde quer e desta forma tem inspirado lindas canções nas diversas denominações religiosas.

O que talvez não seja possível, é incluir certas canções no ritual litúrgico de nossas celebrações, pois podem não atender à função litúrgica do rito.

Mas em outras celebrações podem ser aderidas tomando-se o devido cuidado com suas letras, uma vez que podem conter erros teológicos ou argumentos religiosos frágeis e superficiais.

Podemos dizer que o mix da MÚSICA CATÓLICA não inclui somente a beleza estética, mas também a riqueza dogmática, a inspiração divina, a força cultural da Igreja Católica e de seu povo nos séculos. É uma música que tem corpo, função e por isso concentra em si muita força.

Você já ouviu música católica?

Faça a experiência.

nenhum comentário