Cursos
Projeto InovaSUAS

São Paulo/SP | Gestão de Organizações da Sociedade Civil: construindo clareza e capacidades para sua OSC

1. Apresentação (ementa):
A partir de diversas experiências em cursos e consultorias na área de gestão para Organizações da Sociedade Civil, percebemos que, muito frequentemente, aspectos voltados a relacionamento e comunicação (internos e externos) aparecem como desafiadores na vida das Organizações.

Este curso se propõe, nesse contexto, a ser uma oportunidade para que líderes e gestores/as de Organizações da Sociedade Civil da área da Assistência Social possam aprofundar seu conhecimento sobre gestão, com ênfase nos aspectos de relacionamento e tomada de decisão participativa, e vislumbrar caminhos para conduzir a sua Organização a um novo patamar de desenvolvimento, por meio da ampliação de sua visão sobre os principais fundamentos subjacentes à prática de gestão de OSCs no Brasil.

2. Objetivos:
Gerais: Contribuir para o fortalecimento institucional das OSCs participantes da formação, por meio do desenvolvimento de práticas de gestão mais qualificadas e adequadas às suas realidades, considerando a comunicação como facilitadora de relacionamentos mais qualificados interna e externamente.

Específicos: Pretende-se que durante o curso os/as participantes:
a. Desenvolvam um olhar sistêmico sobre suas Organizações e os processos envolvidos em sua gestão .
b. Ampliem sua compreensão sobre os principais fundamentos da prática de gestão de OSCs no Brasil
c. Desenvolvam práticas de relacionamento saudáveis e construtivas
d. Apropriem-se de práticas saudáveis de comunicação que ajudem a qualificar a convivência e fortalecer os vínculos interpessoais e interinstitucionais.

3. Público-alvo:
Gestores e gestoras de OSC de Assistência Social e profissionais do campo social em geral.

4. Conteúdo programático:
21/06 A dinâmica viva de uma OSC – Compreender a OSC como um organismo vivo; O Trevo como imagem para compreender as relações e as dinâmicas de uma OSC; Rever a noção de sustentabilidade de uma OSC.
28/06 A complexidade do campo social – A complexidade como perspectiva de observação e intervenção social; compreender a governança em uma OSC; construir relacionamentos conscientes e saudáveis com os diversos públicos interessados.
05/07 Desafios da gestão participativa – Lidar com a diversidade de forma colaborativa; Tensões e polaridades como elementos de criação e potência; organizar o grupo a partir das qualidades individuais; facilitar a aprendizagem coletiva.
12/07 Qualificando os processos de tomada de decisão – Construindo decisões conscientes e compartilhadas; tomada de decisão como processo de aprendizagem e desenvolvimento.
02/08 Banca: Trabalho final de conclusão do curso.

5. Metodologia:
O curso transcorrerá por meio de apresentações dialogadas para construções conceituais, relato e discussão de casos da prática dos participantes, exercícios vivenciais, reflexões individuais e em grupos, produção de textos.

Adotaremos uma prática educativa que valoriza o diálogo franco; uma postura de reciprocidade no ouvir, no falar e no aprender; a escuta paciente, crítica e ativa do outro; a postura genuinamente dialógica; a disposição de aprender a transformar, quando necessário, o seu discurso e sua prática.

Nossas escolhas metodológicas se baseiam em um conjunto de princípios e premissas:
•Entendemos que fortalecer a gestão institucional passa por se ter maior conhecimento de si (indivíduo e Organização) e de suas próprias necessidades e capacidades, para que se possa fazer escolhas e tomar decisões mais conscientes sobre como se quer atuar no mundo.
•Acreditamos que as Organizações participantes são as que melhor conhecem a situação em que vivem e atuam, por isso, a matéria prima de nosso processo de aprendizagem será prioritariamente a prática de cada participante.
•Acreditamos que questões claras e coletivamente construídas e exploradas podem ajudar a criar férteis espaços e processos de aprendizagem, tornando possível a produção de conhecimento significativo para os/as interessados/as. Trabalharemos a partir de questões que reflitam os limites com os quais as Organizações se defrontam no dia a dia.
•Acreditamos que existe muito conhecimento na prática cotidiana das pessoas e das Organizações e que os processos de aprendizagem aqui propostos podem ajudar a trazer à tona esse conhecimento.

O propósito desse curso, portanto, não é o de trazer respostas para as questões das Organizações, mas sim ajudá-las a encontrar as melhores soluções para a sua situação e a se responsabilizarem por seus processos, permitindo que as práticas organizacionais e sociais se tornem mais coerentes, consistentes e relevantes.

6 – Bibliografia:

ABONG. ONGs – REPENSANDO SUA PRÁTICA DE GESTÃO. Abong, 2007

COLETIVO PÉS DESCALÇOS. GUIA PÉS DESCALÇOS PARA TRABALHAR COM ORGANIZAÇÕES E MUDANÇAS SOCIAIS. 2009.

DEMO, Pedro. EDUCAÇÃO PELO AVESSO: assistência como direito e como problema. São Paulo: Cortez, 2000.

_____. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. S. Paulo, Paz e Terra, 2011.

_____. Pedagogia do Oprimido. 50ª edição ver. E atual. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 2011.

HORTON, M e FREIRE, P. O CAMINHO SE FAZ CAMINHANDO: conversas sobre educação e mudanças sociais – Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

KAPLAN, A. O PROCESSO SOCIAL E O PROFISSIONAL DE DESENVOLVIMENTO: Artistas do Invisível. Editora Peirópolis & Instituto Fonte, 2005

LOVATO, Flora (Coord.). COLEÇÃO CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO DE ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL. Instituto Fonte para o desenvolvimento social, 2012.

NOLETO, M.J. Parcerias e alianças estratégicas: uma abordagem prática. Coleção Gestão e Sustentabilidade – São Paulo : Fonte/Global, 2001

RANDI, A. e SILVA, A.L.P. GESTÃO DE PROJETOS, in GESTÃO PARA ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS. 1ª ed. – Florianópolis, SC: Ed. Tribo da Ilha, 2013.

SILVA, A.L.P. Utilizando o planejamento como ferramenta de aprendizagem. Coleção Gestão e Sustentabilidade – São Paulo : Fonte/Global, 2001.

SILVA, A.L.P. (Coord.). GUIA DE GESTÃO: para quem dirige entidades sociais. Fundação Abrinq e SENAC, 1998.

VOORS, T. & SCHAEFER, C. DESENVOLVIMENTO DE INICIATIVAS SOCIAIS: da visão inspiradora à ação transformadora. Editora Antroposófica, 2000

 

Informações Úteis

Investimento

Gratuito

Data

Quinta-feira

Duração

21/06/2018 à 02/08/2018

Horário

Das 08:30 às 17:30

Carga Horária

56 horas (32 horas presenciais + 20 horas acompanhamento remoto + 4 horas de banca)

Vagas (10)

80

Local

FAPCOM - Faculdade PAULUS de Comunicação - Rua Major Maragliano 191 - Vila Mariana - São Paulo/SP

Professores

Alexandre Randi

Alexandre Randi: Formado em Música Popular (Unicamp, 1992-1995), com especialização em Educação Social (Unisal, 2001-2002) e mestrado em Educação (Unicamp, 2003-2005), trabalha há 20 anos no campo social, metade deles como de gestor de projetos e programas sociais em OSC, a outra metade como consultor de processos de desenvolvimento social no Instituto Fonte, destacando-se as seguintes experiências:
• Coordenação do Projeto Formação I e do Programa de Inclusão Social e Construção da Cidadania, da Fundação Orsa (1997 a 2004).
• Formação de gestores da rede estadual de educação de São Paulo em Educação Comunitária, em parceria entre Assoc. Cidade Escola Aprendiz e Unicamp (2005 a 2006).
• Formação e fortalecimento da Rede Concerto Social, composta por 11 organizações do Rio Grande do Sul, com apoio do Instituto HSBC Solidariedade (2007 a 2009).
• Apoio ao fortalecimento socioinstitucional de OSC do estado de São Paulo, apoiados pelo programa Promenino, da Fundação Telefônica (2007 a 2012).
• Apoio à constituição e fortalecimento de Comitês de Desenvolvimento Comunitário em municípios apoiados pelo Inst. Camargo Corrêa (2007 a 2014).
• Coordenação de seminários de formação para OSC como parte do projeto “Empoderando pessoas e criando capacidades nas organizações da sociedade civil”, uma parceria da UNESCO e da TV Globo com a Petrobras no âmbito do programa Criança Esperança (2012-2013).
• Professor da disciplina “Gestão de projetos” no curso de extensão “Gestão para ONGs, da Escola de Extensão da Unicamp (2012-2014).
• Formador responsável pelo curso “Gestão democrática e transparência nas OSC”, realizado pela ABONG, nos formatos presencial e EAD (2015).
Co-autor da Coleção "Caminhos para o desenvolvimento de Organizações da Sociedade Civil", parte do projeto “Empoderando pessoas e criando capacidades nas organizações da sociedade civil”.

Inscreva-se